segunda-feira, 10 de outubro de 2016

FITNESS: 3 Treinos para quem quer queimar calorias correndo

Correr virou moda, afirmam alguns, mas a verdade é que um novo perfil de corredores tem surgido, e a maioria não possui como objetivo maior subir ao pódio e conquistar as diversas premiações oferecidas. Esse novo público corre em busca de saúde, qualidade de vida, diminuição do estresse, socialização e bem estar. Quando existe o desafio, este parece ser pessoal, especificamente, em melhorar seu próprio tempo. Nessa perspectiva, podemos dizer que as grandes corridas se transformaram em eventos de lazer. O problema é que, como citado anteriormente, as distâncias percorridas são longas e não podemos ignorá-las. Correr acima de 5 km exige muito do organismo e pode representar um risco à boa parte dos indivíduos, em especial aos que não seguem as recomendações básicas para inicio de qualquer atividade.


Mas lembre-se, antes de sair por ai correndo é imprescindível procurar um médico clínico ou cardiologista para fazer a devida avaliação, que inclui anamnese, exame físico geral e auscultas. Um exame complementar simples como eletrocardiograma é frequente realizado e junto com a consulta, já detectará a maioria dos problemas, doenças e fatores de risco que necessitem de avaliações médicas mais profundas.

Em casos específicos e dependendo da faixa etária, tabagismo, entre outras, o médico poderá solicitar o teste ergométrico, e/ou eco cardiograma e demais que julgar necessário. Um profissional de educação física também é indispensável, pois é a prescrição do treinamento que pode minimizar à alta incidência de lesões desse esporte, que chega a atingir 60% a 90% dos praticantes em dois anos e são geralmente causadas pelo excesso de volume empregado no treinamento (grandes distâncias percorridas), aliado a falta de um programa de fortalecimento muscular e articular que poderia ser feito na musculação, por exemplo.

PARA PERDER CALORIAS, CORRA!

Aqueça-se com pequenos saltos ou pulando corda; em seguida, alongue-se levemente, de preferência com alongamento dinâmico. Depois corra por 5 a 10 min e caminhe por 2 a 4 min. Corra mais 5 a 10 min, em seguida caminhe por 2 a 4 min; para encerrar corra mais 5 min e caminhe mais 5 min para “voltar a calma”. E, por fim, alongue-se suavemente, sem manter a posição por muito tempo. Se você é iniciante, tente completar no máximo 15 mim correndo numa velocidade que permita você conversar enquanto corre. Tempo do treino – 24 a 40 min. * tempo necessário para que o organismo volte aos poucos a seu estado normal, com diminuição da pressão arterial e batimentos cardíacos.


Aqueça-se trotando durante 5 a 10 min e após o aquecimento, realize 5 séries de corrida em ritmo forte por 1 min (que deixe-o ofegante), seguido de 1 minuto de caminhada. Após essa 1ª sequência, caminhe por 2 min e realize mais 3 a 5 séries iguais a anterior, encerrando a atividade com uma caminha de 3 min para a “volta à calma”. Tempo do treino – 24 a 33 min.


Na esteira, trote por 10 min e depois aumente de 0,5 a 1 km/h a cada minuto, até chegar numa velocidade que considere muito forte; volte a velocidade de trote ou caminhe por 3 min. Repita o mesmo procedimento mais 1 ou 2 vezes, a depender do seu condicionamento e “volte a calma”, com um trote ou caminhada leve por 3 min. Tempo do treino – em torno de 30 a 40’.



Portanto, seja qual for o seu objetivo com a corrida, seguir estas recomendações lhe proporcionará uma prática mais segura e com riscos diminuídos, para que você desfrute de todos os benefícios físicos e psicológicos desse prazeroso exercício.

*Anderson Santos e Públio Gomes são Educadores Físicos do Mais Atividade Física. (www.maisatividadefisica.com)

Acompanhe a MENSCH também pelas redes sociais: @RevMensch 

Nenhum comentário:

Postar um comentário