sexta-feira, 5 de novembro de 2010

MÚSICA MENSCH: Perfil Michael Bublé


Foi no início dos anos 2000 que surgiria no mercado fonográfico um cantor com voz comparável a de um grande astro da música mundial. Muitos o apontavam como o mais novo Sinatra diante do seu timbre de voz que era mesmo tempo suave e grave, e suas clássicas canções como "Cry me a river" e "Kissing a fool" no repertório. Quem era esse cara? De onde ele é? Aos poucos o público foi descobrindo que por trás daquele vozeirão existia um jovem com pouco mais de 20 anos que trazia um estilo clássico não só no repertório, mas no seu estilo de se vestir e na sua performance nos palcos. Seu primeiro álbum alcançou o top dez no Canadá e no Reino Unido. Ele obteve sucesso comercial no mundo todo com seu álbum de 2005 "It´s Time", e seu álbum de 2007 "Call Me Irresponsible" foi um sucesso maior ainda, chegando a ser número um na classificação canadense, no Billboard 200 americano, no Aria Albuns da Autrália e nas paradas européias. Bublé já vendeu mais de 25 milhões de álbuns em todo o mundo e ganhou vários prêmios, incluindo dois Grammy.

Mas o estilo Bublé de apresentar suas clássicas canções terminou seduzindo a todos, dos críticos ao grande público. Parecia que ele tinha chegado para preencher uma lacuna que estava desocupada desde que Frank Sinatra foi embora. Com um estilo próprio Bublé foi dando nova roupagem aos clássicos mais populares do jazz e aos poucos inserindo canções próprias. Sempre com muito humor e simpatia. Simpatia essa que talvez tenha sido herdada dos pais italianos. Bublé nasceu em British Columbia, Canadá, em setembro de 1975, tem dois irmãos (Crystal e Brandee) e sonhava em se tornar um cantor famoso desde dois (!!) anos de idade. Quando criança chegava a dormir agarrado à bíblia na esperança de se tornar um cantor de verdade. A primeira vez que a família percebeu seu talento cantando foi na época do Natal, quando Bublé tinha 13 anos, e ouviram ele cantar poderosamente a frase "Que seus dias sejam felizes e brilhantes", quando o família estava cantando a canção "White Christmas", em um passeio de carro. Outro forte interesse de Bublé nessa época era o hockey, chegando a participar de alguns times na época do colégio. Mas o mundo dos esportes perdeu um atleta mediano para o mundo da música grande um grande artista.

Seus primeiros passos como cantor foi cantando primeiro em casas noturnas quando tinha 16 e foi ajudado pelo seu avô italiano Demetrio Santagà, um encanador originária da pequena cidade de Preganziol, cerca de 20 quilômetros de Veneza, na Itália, que ofereceu seus serviços em troca de tempo de estágio para seu neto promissor. O avô de Bublé também pagou suas aulas de canto. E um de seus instrutores vocal foi José Coste, um barítono de ópera bem conceituado na época. Bublé cresceu ouvindo o avô e sua coleção de jazz e os créditos realmente são do seu avô no sentido de incentivar seu amor pela música, em especial ao jazz. E mesmo gostando de música moderna, a influência do avô prevaleceu. Bublé afirmou que ele nunca aprendeu a ler e escrever música de forma automática, sempre foi usando apenas a emoção de conduzir na sua capacidade de compor. Já aos 18 anos, Bublé participava de concursos (ganhando todos) e algumas participações em programas de TV. Em uma ocasião, Bublé chegou a dividir o palco em um programa de música com a colega britânica Diana Krall, que já era uma cantora de jazz. Segundo um produtor do programa, Krall ficou impressionada com o desempenho de Bublé.

Bublé avançou sua carreira de maneira surpreendente. Em 2000 um assessor do ex-primeiro ministro Brian Mulroney, Michael McSweeney, viu seu desempenho em uma festa de negócios e recebeu uma cópia do álbum Bublé. McSweeney mostrou o álbum a Mulroney e sua esposa, que o convidadou para cantar no casamento da filha, Mulroney Caroline. No casamento, Bublé foi introduzido a David Foster, um produtor vencedor do Grammy e executivo da gravadora que havia trabalhado anteriormente com artistas como Madonna, Whitney Houston, Celine Dion e Andrea Bocelli. Foster estava relutante em assinar com Bublé porque ele não sabia se teria mercado para esse tipo de música. Bublé se mudou para Los Angeles por um breve período, com o seu agente, para tentar convencer Foster a contratá-lo. Eventualmente, Foster concordou em produzir um álbum para ele. Foster acabou cobrindo os custos de produção no final sob seu selo, sem garantias de apoio da Warner Bros., para depois Bublé receber o selo pessoal de aprovação e apoio do amigo de Foster, Paul Anka. De lá pra cá, seis discos se passaram, quase vinte prêmios ganhos e Bublé se tornou o grande astro que o mundo conhece.

Seu  último álbum, Call Me Irresponsible, disparou para o número 1 em todo o mundo (ele atingiu o topo no Canadá, nos Estados Unidos, Austrália,  Itália, Alemanha, Holanda, Brasil, África do Sul, Cingapura e  Tailândia). Em nove anos, aos 35 anos de idade, deu um pulo de pequenos clubes como o Babalu e salas de concerto como o Teatro Queen Elizabeth e agora em arenas de hóquei, como a GM Place. Para um jornal canadense Bublé falou: "Gostaria muito de mentir para você e dizer que eu não quero ser um ícone", disse ele na conferência de imprensa para a turnê canadense, que vai doar parte das suas receitas para levantar uma campanha nacional de alfabetização dirigida por Canwest, o dono do The Sun Vancouver.

"Eu quero ser o maior artista da terra. Eu quero ser meu maior ato. Eu quero, e eu estou com fome por isso". "Eu estava faminto por isso quando eu tinha 16 anos e 17 anos e estava jogando nestes ótimos bares aqui. Eu provavelmente deveria mentir para você e dizer 'Eu estou muito feliz onde estou, né, e eu só estou apostando um jogo de cada vez, para dar 100 por cento, eu só quero ajudar a equipe. " Ele riu. "Eu quero ser enorme. Eu não sou ainda."

Esse mês chega às lojas seu mais novo cd, "Crazy Love - Hollywood Edition







Um comentário:

  1. Nossa, eu tenho orgulho dele, tenho orgulho de dizer que sou fã dele e que ele é meu cantor favorito, amo o Michael, e por mais que ele seja conhecido mundialmente e muitas, muitas pessoas gostem e escutem ele, eu dou total apoio pra ele virar o maior e o melhor (:
    Maria Fernanda

    ResponderExcluir