terça-feira, 16 de novembro de 2010

MENSCH AUTOMOBILISMO: Sebastian Vettel, o jovem campeão.


Com apenas 23 anos, o alemão Sebastian Vettel, venceu neste último domingo o Grande Prêmio de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, consagrando-se como o mais novo campeão da Formula 1.
A equipe Red Bull Racing (RBR) é só alegria, pois a vitória foi mais que merecida, Vettel liderou a corrida do início ao fim, ficando quatro pontos a frente do espanhol Fernando Alonso. Também subiu ao pódio Mark Weber da Austrália. Após a corrida, as declarações do heptacampeão Michael Schumacher, exaltando o desempenho do seu compatriota, tiveram repercussão mundial: “Estou muito feliz por ele porque somos amigos e foi um ano complicado para mim. Ele teve que atravessar altos e baixos, provavelmente mais do lado mecânico do que no volante, então ele realmente merece esse campeonato", disse à BBC. "Muito bom para ele e para o time, foi um grande trabalho de todos", completou.
Vettel nasceu em Heppenheim, na Alemanha, e iniciou sua carreira no automobilismo aos sete anos de idade nas corridas de Kart. No ano de 2004, participou da Fórmula BMW, aonde venceu quase todas as corridas, conquistando o título da competição. Logo em seguida a BMW o contratou para piloto de teste.

Tornou-se o mais novo piloto a fazer parte de um evento de Formula 1, quando participou dos treinos do GP da Turquia, em 2006, com 19 anos de idade. Sua estréia na Fórmula 1 aconteceu durante o Grande Prêmio dos Estados Unidos de 2007, quando substituiu o titular Robert Kubica. Na ocasião, Vettel terminou a corrida na oitava posição, conquistando o primeiro ponto da carreira na categoria.
Em 2008, venceu o campeonato mundial da Itália, quando estava na equipe Toro Rosso, conquistando um novo recorde, se tornando o piloto mais jovem campeão de um Grande Prêmio.
Vettel iniciou a temporada de 2010 marcando a pole position nas duas primeiras etapas, no entanto, por problemas do seu carro, acabou perdendo a liderança, inclusive sendo obrigado a abandonar a segunda corrida.  A primeira vitória na temporada veio na terceira corrida, na Malásia, quando superou o companheiro de equipe Mark Webber.

Na final, em Abu Dhabi, largou na pole e algumas situações como, um acidente entre Shumacher e o italiano Vitantonio Liuzzi e as paradas no safety car de Weber e Alonso, o ajudaram a conquistar o campeonato.
Após a confirmação do título, chorando muito e ainda no rádio, Vettel disse que tudo aquilo era inacreditável, assim, agradeceu aos engenheiros da Red Bull -  Obrigado eu amo vocês”, e a equipe respondeu; "Você é o cara!"
Como se não bastasse todos os recordes, ele ainda derrubou uma antiga marca na formula 1, pois nunca um piloto conseguiu ser campeão de um GP sem antes ter liderado o campeonato. 
Com a vitória nas mãos, o consultor da Red Bull, Helmut Marko, otimista, declarou que o título deixará o alemão mais tranqüilo e preparado para a temporada de 2011. Assim afirmou; “Acho que ele vai estar mais maduro e mais relaxado depois disso. Estamos realmente ansiosos pela próxima temporada”.

É certo, que devido aos últimos escândalos na Formula 1, com os famosos “jogos de equipe”, o esporte perdeu um pouco a credibilidade. Talvez esta tenha sido uma vitória limpa, pois àqueles acostumados a resolver a corrida pelo rádio se calaram. Os diretores da Red Bull em nenhum momento privilegiaram qualquer um de seus pilotos. Num dos melhores campeonatos da história da F1, venceu o melhor.
Muitos afirmam que Vettel tem o ímpeto e a técnica de Ayrton Senna, outra curiosidade, é que Vettel batiza os seus carros de F1 com o nome de mulheres, o atual chama-se Manzy Fogoza, além disso, competiu com uma balaclava com a inscrição “Monza”, que faz referência à pista de sua primeira vitória na F1.
Vettel provou que foi capaz de superar seus erros do início da temporada e não há dúvidas que ele cravou o seu nome na história da fórmula 1, assim como a equipe Red Bull, lutando como um “touro” e dando “asas” ao campeonato limpo, que fique a lição para o “haras” de Maranello.

Um comentário: