quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Crônicas e Indagações Femininas: "Drama Queen"



Nós, mulheres, somos as rainhas do drama. Não adianta, é sempre assim: choramos, indagamos, fazemos elucubrações sobre a vida, o relacionamento, os ex. Temos crises existenciais e a bendita TPM. Mas a culpa é dos hormônios, dizem. Ufa! Quem dera fosse só isso. É da natureza feminina esse envolvimento emocional duplicado, a necessidade de buscar um não sei o quê que nunca virá. Talvez, pela nossa própria criação, constantemente confundimos sonhos/idealizações com a realidade. Colocamos um no lugar do outro e ai a bagunça está feita.
 
E os homens? Será se para eles tudo é mais fácil mesmo? Para quem está de fora, eles são mais pragmáticos, preto no branco, mais diretos. Misturam menos as coisas e ai tudo fica mais simples! Ai eu me pergunto: para onde vão as crises existenciais? Os rompantes? As erupções dramáticas? A indecisão? O passado revisitado freqüentemente? Ah! Que inveja...
 
É claro que essa lei não é absoluta e existem muitas mulheres inquebráveis e muitos homens prontos para se virarem pelo avesso. Na verdade são nuances, os tons de emoção e razão que perpassam os dois gêneros e que dão graça e cor ao relacionamento. O drama, na dose certa, é o tempero (o danado é acertar a medida!).
 
Ainda me pergunto para onde escoam as emoções masculinas, mas, quer saber? Vamos assumir: nós, mulheres, amamos um bom enredo! O bom é se conhecer e se permitir experimentar, mais sábios seremos se cada um aprender um pouco com o outro lado. Fica o recado: less drama, more passion!

8 comentários:

  1. Mônica adorei o texto, muito bom mesmo.
    Ass: Railze Rocha

    ResponderExcluir
  2. Mandou bem Mônica!!!! bjs

    ResponderExcluir
  3. Uau! Mônica é minha publicitária/jornalista favorita! Adorei e concordo que o bom é achar o tal do equilíbrio. Como mulher, prática que sou, já vivi um relacionamneto onde o papel da mulher não era meu, kkkkkkkk, justamente pelo outro ser um homem com os dramas femininos, os quais, em muitos aspectos, não compartilho. Mas mesmo assim, sou mulher e adoro um drama! kkkkkkkk! Besos.

    ResponderExcluir
  4. Prazer. Meu nome é Sérgio, e faço drama mesmo. Sou um verdadeiro "Drama King", se assim posso dizer.
    Tudo o que a Monica falou ai em cima eu faço, e não me vergonho em nada. Não tenho o que fazer se não posso me esconder atras de uma TPM ou de uma crise existêncial.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. ÓTIMO!!

    É sempre bom saber admitir que somos assim mesmo,dramáticas (eu sou e muito) e essa questão de "para onde vão os sentimentos masculinos" também perturbava minhas noites, porém, uma amiga chegou e me disse algo que resolveu (parte dos) meus problemas: "Lídice, tentar entender é deixar de viver...viva!" É, nessas questões,eu tô vivendo sem querer entender :)

    ResponderExcluir
  6. Muito bom professora!!

    Perfeita análise.

    ResponderExcluir
  7. Hun!!! Vejamos... Tá ótimo parabéns agora posso te chamar de colega mesmo.
    Mas pra te chamar de canetinha precisa pegar uma pauta mais pauleira.

    ResponderExcluir