domingo, 19 de dezembro de 2010

Crônicas e Indagações Femininas: "Ei, repara na minha lingerie!"



A gente passa horas tentando escolher uma lingerie bacana, economiza pra comprar peças da Victoria´s Secret e Fruit de La Passion, pesquisa qual modelo e cor combina mais com nosso tom de pele e... e nada! Os homens simplesmente não reparam! Vão logo arrancando tudo sem sequer cuidar pra não estragar a renda delicada ou a aplicação de pérolas e vidrilhos. Insensíveis! Poxa, custa reparar, apreciar, e-l-o-g-i-a-r? Se for pra tirar tudo sem sequer dar uma olhadinha geral, do tipo de cima a baixo, a gente vai comprar calcinha no camelô da Rua das Calçadas* a R$ 3,00 cada feita de algodão com estampa da vovó! Ah... mas aí aposto que vocês iam reparar e quiçá, broxar! Depois comentariam com os amigos na mesa de bar que não agüentam suas namoradas com calcinhas cor da pele e estampa florais ”igual-a-da-minha-mãe”. Haja paciência com a insensibilidade estética de vocês pra nossas peças íntimas.

Mas o pior ainda estar por vir, vocês não reparam nas nossas, mas babam horrendamente ao se depararem com um outdoor enorme com foto da Gisele Bundchen anunciando lingerie da Hope (aquelas sem costura que não marcam a roupa e modelam nosso corpitcho), assim não dá! Mundo injusto! E tem mais, como se não bastasse não valorizarem as nossas roupas de baixo, ainda não cuidam da de vocês! Insistem nas cuecas azul bebê como se não tivessem saído da infância e fosse a mamãe que ainda comprasse as roupinhas do neném. Custa comprar umas cuecas novas, com cores másculas e modelos que deixam o bum-bum de vocês irresistíveis?(sim, sim, sim nós gostamos da preferência nacional tanto quanto vocês. Fica a dica!) É meninos, a gente repara meeeeesmo.

Da mesma maneira que as calcinhas tipo “caçola” tiram o “apetite” de vocês, as cuecas “afolozadas” e que já perderam a cor original (vulgo encardidas) também nos deixam sem fome. E mais, na primeira oportunidade a gente joga no cesto do banheiro pra se livrar de vez da peça indesejada e ainda vamos ligar pras amigas pra contar a façanha. Vamos lá meninos, mais atenção com o que cobre o fruto proibido. Pra que pressa em tirar a nossa roupa? Apreciem os detalhes florais, os bordados, as aplicações, a textura do tecido, o modelo, as cores... a gente vai gostar e saber “agradecer” os elogios de um jeitinho todo especial que vocês vão até querer ir conosco nas próximas compras.

*Rua do centro de Recife com peças e preços populares.

2 comentários:

  1. Ei, ei, EI!!!! Não venha jogar a culpa na insensibilidade estética, senhorita Bezerra!!! O cuidado de vocês ao escolher pode (e acontece mesmo) de ser exagerado. Apliques de vidrinhos e coisinhas é excessivo, digo logo. O mais importante é a beleza do interior desse pacote. Uma simples calcinha branquinha de renda sem muitas frescuras já é o máximo, pode ter certeza.

    E sobre as diferenças de gênero, oras, vocês mulheres sempre vão arranjar do que reclamar... se a cueca é simples vão dizer que é esculhambada, e se for cuidadosa, realçar a forma e não sei mais o que vão dizer que o cara escolhe mais a cueca do que vocês escolhem a calcinha (com ar de desprezo)...

    E se qualquer mulher quer que o cara preste atenção na sua lingerie, amarra o cara na cama e faz um strip pra ele... ele prestará TODA a atenção e ficarã ainda mais faminto! =D

    ResponderExcluir
  2. Porque se preocupar com a embalagem quando o que importa é o que está dentro?? :)))
    Ok, Na, brincadeiras à parte, reconheço certa razão em seu brilhante texto. Passarei a prestar mais atenção....não vai nem vêm perder um ou dois segundos antes de "partir pro abraço"!
    Beijos,
    Beto "carioca"

    ResponderExcluir