quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

PERFIL: "Eu, Carlos Burle e meus novos desafios no mar ou no asfalto"


Fala galera, aqui é o Carlos Burle, surfista profissional de ondas grandes, recentemente entrei para o livro dos recordes com um feito incrível na praia de Nazaré em Portugal onde peguei a maior onda já surfada pelo homem até os dias de hoje. Muita gente me pergunta como é que eu faço para viajar durante o ano inteiro, encarando aquelas ondas enormes, como eu me preparo e o que é preciso para se superar em condições adversas.  Então eu queria passar para vocês aqui um pouco de como a minha vida funciona.

Tenho que treinar constantemente, então muitas vezes eu levo o lado lúdico para os meus treinos e com o skate tem sido assim também, eu uso o skate para me divertir, compartilhar momentos em família, com meus amigos, para me locomover e para treinar. No final do dia eu me sinto muito mais preparado, mais saudável e assim rola uma interação muito maior com o meio ambiente, não tem poluição, é totalmente sustentável, então eu recomendo o o surfe skate, se você está afim de se divertir, ta afim de treinar e compartilhar esses momentos em família também.

Eu gosto muito de praticidade, minha vida é pratica, então nessas cidades grandes onde a locomoção é muito difícil você ter um skate pequeno, leve que você não precisa colocar o pé no chão, é só andar, andar e andar...Fazer exercícios, se divertir e no final do dia termina reunindo a família, os amigos sempre num ambiente saudável.

Eu acho que a vida é isso, você entender que ela pode ser divertida e saudável ao mesmo tempo que você está treinando, tem tudo a ver com o meu esporte que é o surfe, então eu tenho usado essa ferramenta sempre porque tem feito uma diferença muito grande na minha vida, sempre que eu viajo levo meu skate na bagagem.

Pratico surf desde os anos 80 e sempre curti essa parceria entre o surf e o skate afinal um nasceu do outro, o skate surgiu para simular o surf nos dias que não tinha onda e hoje o surf é que busca manobras do skate nas competições. Com o surgimento do skate simulador de surf eu me reencontrei com o skate de forma definitiva pois ele traz um movimento muito parecido com o do surfe devido ao sistema de eixos desenvolvidos especialmente para simular o surfe no asfalto.

As vezes me perguntam se eu não tenho medo de me machucar no skate, afinal hoje eu já arrisco um pouco mais em algumas pistas mas, o que eu respondo é que assim como no surfe eu tenho medo sim mas ele nunca me parou porque eu sempre quis superar os meus desafios e com isso me sentir mais forte para poder ter uma energia boa na minha vida, no dia-dia mesmo sabe, poder ter uma energia de confiança e coragem no que eu faço.

Hoje toda nova geração do circuito mundial anda de skate e andam bem pra caramba, são esportes de prancha e se você quiser ser audacioso precisa executar aquelas manobras voando e girando, tem que ter coragem e usar bastante a habilidade do corpo. No meu caso minha proposta é muito mais adquirir força nas pernas, abdominal e resistência do que essas manobras super radicais.


Acho que hoje em dia é quase obrigatório, se você quer surfar tem que andar de skate também pois eles se combinam e se complementam em todos os sentidos, quando eu ando duas horas de skate é como se tivesse surfado o dia inteiro, o exercício é muito intenso e prazeroso, então quando eu estou em algum lugar que não tenha surfe mas possa andar de skate eu não penso duas vezes.  

Com relação a cair e levantar, quando você se esbarra com obstáculos na sua vida, se você não quiser sentir a pressão de cair ou de errar, você não vai evoluir, no esporte é exatamente a mesma coisa. Então a primeira coisa que você deve fazer é ter uma leitura disso tudo e usar essa referência do medo para minimizar os riscos, se existe a possibilidade de eu cair vou usar uma joelheira, um capacete enfim, equipamento de proteção é sempre muito importante.

Eu sou pioneiro no surf de ondas grandes e na minha profissão eu fui buscar os limites mas se você quiser praticar o skate numa boa e com tranqüilidade você tem que usar a cabeça, com sabedoria você pode muito bem estar usando essa sensação de risco ou de medo para minimizar as conseqüências. Então não pare, não desista, continue tentando porque assim você vai sentir orgulho de você mesmo e vai ter mais confiança não só no esporte mas na vida.

Nunca desistam dos obstáculos e desafios, eles são uma grande oportunidade para você evoluir! Aloha!

Nenhum comentário:

Postar um comentário