quarta-feira, 21 de setembro de 2016

LIFESTYLE: Bienvenue Au Ritz Paris - A volta de um símbolo da arte de viver francesa que passou por uma reforma que 400 milhões de Euros

A história da notoriedade do Ritz Paris, o famoso hotel da Place Vendôme, começa no início do século XX. Este hotel colecionou muitas aventuras e segredos não revelados, sendo um lugar sublime que recebeu celebridades do mundo inteiro, de Coco Chanel, que tinha como o hotel a sua casa, até a princesa Lady Di, que se hospedou pela última vez nele, antes de sua trágica e precoce morte. Quantas recordações extraordinárias podem ser lembradas neste hotel legendário, se suas paredes falassem… 

Marcel Proust, um dos maiores romancistas franceses, chega ao Ritz Paris em busca de inspiração para seu livro e é observando os trajes da princesa Hélène Soutzo, uma das mulheres mais elegantes de Paris, que ele imortaliza a célebre personagem Mademoiselle de Saint-Loup no seu romance  Em Busca do Tempo Perdido  , um dos mais famosos de todos os tempos. 

O Ritz é um símbolo da arte de viver francesa, onde a combinação do antigo clássico e do contemporâneo chique resulta num ambiente único, elegante e de um luxo absoluto. Este hotel classificado na categoria « palace » é reconhecido internacionalmente por representar o luxo, a sofistição e o requinte. Foi exatamente por isso que o proprietário, Mohamed al-Fayed embarcou numa  reforma faraônica, que teve a duração de quatro anos com um investimento de aproximadamente 400 milhões de euros. Mr. al-Fayed afirma:  não fizemos um novo hotel. O Ritz Paris será eterno do jeito que sempre foi> Só demos meios para ele sobreviver à sua história .

A mítica porta de entrada do hotel foi toda refeita idêntica a` sua origem, porém, com um toque de tecnologia mais avançada, ela se abre automaticamente. Mesmo bem mais moderna, não perdeu sua emblemática magia. Os hóspedes, ao adentrarem o hotel, farão descobertas espetaculares em cada ambiente detalhadamente redecorado na tradição e emoção do antigo Ritz de 1898.  


Depois de passar pelo lobby, com suas cortinas de veludo azul escuro e o suntuoso tapete azul royal  num piso todo em mármore branco, chega-se no espaço Cambon, com sua decoração inspirada nos anos 1910. Este ambiente é composto por cinco boutiques parisienses totalmente dedicadas ao espírito e ao univeso do viajante. 

As grandes portas das janelas se abrem ao encantador jardim do Ritz Paris. Um refúgio da natureza com um paisagismo impecável à la française. Um lugar fascinante, onde se escuta somente o som dos passarinhos e o burburinho de água da sua linda fonte.  Bem ao lado, está o famoso bar Hemingway, que mesmo totalmente reformado, sua decoração tradicional permaneceu como antes. É no bar Hemingway que Colin Peter Field, eleito diversas vezes o melhor barman do mundo, cria seus coquetéis.  

O L’Espadon é o restaurante gastronômico do Ritz Paris, que oferece um ambiente com decoração extremamente requintada, com luminárias em cristal de Veneza. Uma perfeita harmonia com a alta gastronomia comandada pelo chefe francês Nicolas Sale e François Perret, que assina a patisserie do hotel.  
O belíssimo terraço Vendôme é o ponto de encontro entre o restaurante L’Espadon e o bar do Hotel e oferece um ambiente sublime aos visitantes. Essa visita pelo novo Ritz prossegue com a impactante escada principal, com um lustre monumental no centro, um imponente corrimão trabalhado em ferro negro e um grandioso tapete que conduz às suítes do hotel. Já no primeiro andar, encontra-se a suíte Imperial, a mais nobre do hotel, com um pé direito de seis metros de altura e sancas que foram classificadas como patrimônio histórico. 

No segundo andar, encontramos uma das mais célebres suítes do hotel, a suíte Coco Chanel, uma homenagem à  estilista Mademoiselle Chanel , que morou por mais de trinta anos no hotel. A suíte com seu nome foi toda decorada no estilo anos 50 com tons de preto e creme.


No subsolo, a mais nova experiência é o primeiro spa da Maison Chanel, onde são oferecidos,  com exclusividade, diferentes tipos de tratamento sob medida. O espaço ainda conta com uma sala equipada para fitness  e uma piscina para os associados do Ritz Club. A tradicional decoração da piscina foi conservada e também suas peculiaridades, como os famosos mosaicos e a possibilidade de escutar música clássica mesmo debaixo d’água. Essa piscina também tem muita história e já foi uma das mais procuradas de Paris. 
  
Mohamed al-Fayed, o milionário proprietário do hotel e apaixonado por Paris, ainda fez um outro investimento. A título particular, injetou do seu próprio bolso, 1,5 milhões de euros para a restauração do histórico monumento ; a coluna que fica no centro da Place Vendôme.  Além disso, ele preferiu vender a prestigiosa concept store Harrod’s de Londres e investir no Ritz, confiando a reforma ao arquiteto Didier Beautemps e ao decorador Thierry W. Despont, que respeitaram a história e a tradição do hotel. Como na sua inauguração de 1898, o Ritz de hoje vai surpreender a sua clientela entre o  "Grande Século " e o Terceiro Milênio.

O comando do hotel pela família Ritz terminou em 1979, quando a viúva de Charles Ritz, filho do grande proprietário, César Ritz, vendeu o hotel ao milionário Mohamed al-Fayed. Uma página do hotel foi virada, porém sua história continua a ser escrita pela sua clientela fiel, exigente e muitas vezes extravagante, como conta Manfred Mautsch, responsável pela recepção do hotel a mais de trinta e cinco anos. Ele se lembra que um dia Liz Taylor pediu que retirassem da sua suíte uma escrivaninha, pois Sugar, seu cãozinho, estava ficando estressado de ter que contorná-la toda vez que entrava na suíte. Outro caso extravagante foi o de um hóspede russo que encomendou 1000 rosas brancas e 1000 rosas vermelhas para oferecer a  uma pretendente, pois ficou inseguro em relação a  cor preferida da moça. São muitas as histórias que Monsieur Mautsch colecionou durante todos esses anos no Ritz Paris. E ele se recorda de todas elas com muita nostalgia.

FASHION WEEK E O RITZ PARIS

A Fashion Week é um evento extraordinário no mundo da moda desde 1973. Existem três tipos de semana de moda; prêt-a-porter, men’s wear e alta costura. E eles são apresentados duas vezes ao ano. São inúmeros eventos durante uma semana de moda, desde os desfiles glamurosos das grandes marcas até o showroom onde marcas não tão conhecidas fazem suas exposições. Muitas marcas escolhem os hotéis luxuosos de Paris para eventos ou desfiles.

Em junho passado, durante a Fashion Week Men’s Wear, a marca suiça Essius escolheu o nobre salão do Ritz, o Salão D’Été, recém inaugurado, para apresentar sua nova coleção inspirada em um homem elegante, sofisticado e com um toque místico, exatamente como é o espírito do Ritz Paris. O casamento entre a moda e a arquitetura sempre resulta num sucesso absoluto no universo fashion e cria um buzz, aumentando assim a notoriedade da marca. 

O Ritz Paris sempre recebeu grandes celebridades do mundo da moda e durante essas semanas o hotel sempre fica muito requisitado, não somente para as reservas de suas suítes célebres, mas também pela sua alta gastronomia e seu serviço impecável. 


RESTAURANTES E BARES

L’Espadon é o restaurante gastronômico do hotel, comandado pelo chefe Nicolas Sale. Este grande chefe que recebeu 2 estrelas Michelin será o décimo chefe de cozinha do Ritz Paris desde a sua abertura em 1898, sucedendo a linha direta do renomado Auguste Escoffier, que foi intitulado como “o rei dos cozinheiros dos reis”. O menu no L’Espadon sai em torno de 300 euros, sem bebidas.

O bar Vendôme, com sua decoração intimista, é ideal para pequenas refeições como salada Ceasar e Club Sandwich. 

No salão Proust, com um ambiente de biblioteca, o hotel propõe uma experiência adocicada batizada de “thé à la française” (cha à francesa), servido toda tarde até às 18 horas (valor de 55 euros). 

No bar Hemingway, todo decorado em madeira, o cliente tem opções de coquetéis especiais da casa, como a mistura de calvados (bebida típica da Normandia), hortelã fresca, suco de maçã e champagne  com a assinatura Serendipity (valor de 30 euros). 

O Ritz Bar, o tradicional e animado bar do hotel, oferece uma carta de vinhos que abre as portas da adega excepcional do Ritz Paris com mais de 38 000 garrafas.


SPA CHANEL

"Os tratamentos de beleza devem começar pelo coração e pela alma. Se não for assim, os cosméticos não terão nenhuma finalidade", Gabrielle Chanel.
A arte do tratamento assinado pela maison Chanel Beauté no Ritz Paris é uma experiência sob medida, multi-sensorial e holística. Cada tratamento proporciona um renascimento energético, num ambiente delicado, para um profundo relaxamento. Um espaço com 1400 m2, divididos em dois andares, onde encontram-se salas de massagens com cabines de duchas particulares e onde são oferecidos os diversos tipos de tratamento, tanto para o público feminino, como também para o masculino. Entre os tratamentos, o mais completo deles é o « le temps sublime » (duração de 1h 30, no valor de 360 euros).  Este spa foi classificado como um dos melhores e mais bonitos spas de Paris.

A famosa piscina do Ritz, com 18m x 9m, é coberta e aquecida e o espaço dispõe também de saunas seca e a vapor e de hidromassagem. Além disso, o espaço ainda tem três salas de fitness (sendo uma particular com opção de personal trainer) e um salão de coiffeur com o hair stylist australiano David Mallet.

Para passar uma noite dos sonhos em um de seus 142 quartos e 71 suítes, o valor mínimo cobrado é de 1000 euros com o café da manhã incluído. E quem preferir algo mais especial, pode reservar a mais bela suíte do hotel, cujo valor por noite aumenta para 28 mil euros.



SERVIÇO:
Ritz Paris, 15 place Vendôme, 75001 - Paris
www.ritzparis.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário