sexta-feira, 23 de setembro de 2016

ESTRELA: Samantha Schmütz no cinema mais sexy e divertida como nunca esteve


Mais do que humorista, uma artista. Mais do que comediante Samantha Schmütz é bem humorada e leva a vida de forma leve e prazerosa como se deve ser. Samantha é versátil e se joga de cabeça onde for desde que o personagem seja bom e lhe conquiste. Sua nova aventura no cinema, “Tô Ryca!”, que estreia essa semana, ela está mais inspirada que nunca. Sexy e engraçada, sua personagem apronta todas e garante ótimas risadas do começo ao fim.

Samantha, atualmente com tudo isso que está acontecendo no País, como anda seu humor? Acho que nesses momentos temos que ter ainda mais humor para lidar com essa crise e tentar ser criativo para driblá-la. Mas também acho muito importante usar o humor para se posicionar.

Todo mundo tem a impressão que o humorista é alguém engraçado 24h por dia. O que te tira do sério? E como é seu nível de humor diário? Me tira do sério falta de profissionalismo. Eu sou bem humorada na vida e muito alegre na maior parte do tempo.

O que te faz rir? Falar bobagens com os amigos.

Nós brasileiros sabemos rir de si mesmos? Somos realmente um povo bem humorado ou estamos ficando chatos? Acho que somos super bem humorados. Existem também os chatinhos da patrulha do politicamente correto, mas é minoria. 

Fora do Brasil, onde se faz mais humor? Ou humor gringo é bobão para nosso padrão? Acho que na América do Norte as comédias são bem fortes. A Inglaterra também é muito conhecida por seu humor ácido. Não consigo generalizar e colocar todos como "humor gringo". Cada cultura tem seu tipo de humor e todos são muito bons... Charles Chaplin, Jerry Lewis, Mr. Bean. Amo humor, seja nacional ou internacional.

Seu novo filme, "Tô Ryca!", que estreia essa semana, você faz uma pobre que fica milionária. Em geral o núcleo pobre são mais bem humorados que os ricos? Não costumo generalizar as coisas! Eu mesma já fiz estes dois perfis de personagens.  

Por falar no filme, conta como foi participar dele e o que podemos esperar dessa nova aventura no cinema? Foi um sonho realizado, me dei de corpo e alma e o resultado está na tela. Garanto a todos muita diversão!

Recentemente você fez sua a novela, "Totalmente Demais", como foi para você participar desse trabalho? Adoro meu trabalho e foi uma experiência ótima! O desafio para mim é sempre fazer personagens totalmente diferentes um dos outros. 


Voltando um pouco... Como foi o início de carreira? Vamos voltar bastante ... Comecei dançando com 5 anos de idade. O meu lugar é o palco, desde muito tempo.  

Como você descobriu o humor? Ou como ele te descobriu? O meu pai sempre foi muito bem humorado e me ensinava tudo pelo viés do humor. Eles me fazia rir o tempo todo. Ele herdou o timing de comédia do meu avô e eu herdei do meu pai.

Você tem medo de ser taxada de apenas uma atriz de humor ou é isso mesmo e você está feliz como está? Existe uma cobrança interna sua ou do público em geral? Não tenho esse medo e também não me importo com rótulos. Sei que sou múltipla artisticamente. Sei fazer outras coisas além do humor e minha consciência é o que me importa. 

Você vai de Junhinho Play à uma personagem mais sensual. O que mais curte? Você se acha moleca e sensual como eles também? Sim... Os dois estão dentro de mim.

Sabemos que você é casada, mas um homem para te chamar atenção precisa ter humor? E o que mais? Humor sempre, mas companheirismo é o mais importante.

O que faz sua cabeça quando está de folga? O que te diverte e distrai? Viajar, ir à praia e sair para jantar. 

O que mais podemos esperar de Samantha por aí? Um álbum de inéditas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário