quinta-feira, 16 de junho de 2016

BEBIDA: Cerveja: lata x garrafa

Ficamos acostumados em consumir cervejas comerciais em lata e logo tratamos o formato como algo inferior e de qualidade duvidosa. Atualmente a lata é uma tendência mundial e grande parte das cervejarias, principalmente as artesanais, estão adotando o formato como algo mais sustentável, de melhor armazenamento e economicamente mais interessante.

Segundo os Indicadores de Desenvolvimento Sustentável (IDS), lançado em junho de 2015 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as latinhas de alumínio são líderes no assunto reciclagem. Nos dias atuais, esse fator é realmente muito importante, ou seja, as latas são melhores para o meio ambiente.

Sobre qualidade, vale lembrar que a cerveja servida é a mesma da latinha e da garrafa, mas alguns aspectos mudam de acordo como ela é degustada e guardada. Se tomarmos a cerveja direto na latinha, a sensação é diferente de quando tomamos em um copo. Já sobre proteção, os raios solares não são desejados em uma cerveja. A iluminação natural ou artificial pode causar um defeito chamado light-struck, que modifica o aroma da cerveja. A latinha novamente consegue um resultado melhor que a garrafa nesse quesito.

No armazenamento de lojas e supermercados, a latinha é facilmente guardada e não quebra com tanta facilidade. Para locomoção, uma lata é bem mais leve do que uma garrafa de vidro.

A mestre-cervejeira, Heather McReynolds, da cervejaria norte-americana SixPoint, que trabalha apenas com latas, comentou em uma entrevista que as qualidades de uma latinha são infinitas em comparação com uma garrafa.
A escritora e especialista inglesa, Melissa Cole, autora do livro “Let me tell you about Beer”, compartilha da mesma opinião.

Veja alguns bons exemplos de cervejas artesanais em lata disponíveis no Brasil:


1- Horny Goat Brownie Porter (EUA) - Cervejaria que aos poucos vai migrando toda sua produção para o formato de latas e deixando as garrafas de lado. Com notas de chocolate e final levemente adocicado, vai agradar os apaixonados pelo estilo porter. 

2 - Brooklyn East IPA (EUA) - Uma das cervejarias mais tradicionais de Nova Iorque, o ponto forte dessa cerveja é o aroma, com notas de capim-limão, pinho e frutas cítricas.

3 - Dádiva Venice Beach (Brasil) - Uma Session India Pale Ale, com 4,5% de teor alcoólico. Muito cítrica, amargor moderado e com corpo leve, essa cerveja artesanal mostra que o Brasil também entrou no mundo das latinhas. 

4 - Mill St. Vanilla Porter (Canadá) - Cervejaria que chegou recentemente no país com vários estilos em lata. Com 5% de teor alcoólico, apresenta notas de baunilha e chocolate.

5 - Founders Centennial (EUA) - Entre as melhores cervejarias do mundo, esse rótulo volta ao Brasil depois de um hiato na importação. Recebe esse nome por causa do lúpulo utilizado em sua produção – Centennial.

6 - Evil Twin Hipster Ale (EUA) - Criatividade e qualidade não faltam para essa cervejaria que nasceu de forma cigana (sem fábrica prória) na Dinamarca e hoje reside nos Estados Unidos. Experimente essa Pale Ale muito refrescante, com 5,5% de teor alcoólico. 

7 - Brewdog Punk IPA (Escócia) - Com aroma único, a Punk IPA é a prova de como uma lata faz bem ao estilo India Pale Ale. Notas cítricas no aroma e paladar, seu amargor é direto e intenso. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário