sexta-feira, 29 de abril de 2016

CAPA: Sidney Sampaio no comando da "Terra Prometida" (e da audiência esperada)


O ator Sidney Sampaio está prestes a ficar no comando de uma grande história, e além disso, talvez seu maior desafio como ator, que é protagonizar uma novela com um papel (como Josué) muito importante na história da Humanidade. Depois de passar por diversos trabalhos que o desafiaram profissionalmente, Sidney, que atualmente vive uma fase tranquila e estável em sua carreira, deixou a barba crescer, abriu mão (um pouco) da vaidade para mergulhar de cabeça nesse novo personagem. Que diga-se de passagem, tem tudo para ser um divisor de águas em sua carreira. Enquanto não enfrenta o ritmo frenético das gravações de um protagonista, a MENSCH conversou com ele para mais essa matéria. Aguarde, vem fortes emoções na vida desse batalhador.

Com quase 20 anos de carreira, você já fez de tudo um pouco. De vilão à mocinho, do juvenil ao drama. Como avalia sua trajetória? Da melhor forma possível. Uma trajetória de muito crescimento, aprendizado e amadurecimento pessoal e profissional. Sei que ainda tenho muito para caminhar, trocar experiências e grandes desafios pela frente. Fico muito grato pelos trabalhos que realizei e pelos talentosos atores que pude contracenar. 

E breve o desafio de protagonizar “A Terra Prometida” com o personagem Josué. Como tem sido isso para você? O ritmo de gravação é outro e exige muito mais de você como ator? Ainda estamos na segunda temporada de “Os Dez Mandamentos”, Moisés ainda está no comando, (risos). Daqui alguns meses é que darei início as gravações de “A Terra Prometida”, aí sim terei a oportunidade de protagonizar essa bela história. Sem dúvida o Josué está sendo um grande desafio na minha carreira. Estamos gravando muito, mas como em todos os outros trabalhos que fiz, minha dedicação é integral, procuro me entregar 100%.  


Ficamos sabendo que seu personagem irá passar por várias fases, de mais jovem até bem mais velho. Conta um pouco disso para nós? E como está sua preparação? A história de Josué é contada desde que ele tinha vinte e poucos anos até o final da sua vida com mais de 90. É uma oportunidade incrível ter um personagem com um arco tão extenso que começou sua vida como escravo e termina como um grande líder de todas as tribos de Israel. Será incrível contar essa história! Tenho buscado referências nas mais variadas fontes e vivenciando diferentes métodos para o meu amadurecimento profissional, além do constante exercício de autoconhecimento fundamental para o ator.

Depois de vários personagens contemporâneos, um personagem bíblico e de época. Tem estranhado muito? O que esse novo personagem tem te trazido? Fazer um personagem de época e bíblico exige diversos cuidados especiais. O figurino, que com o calor do Rio de Janeiro não é nada fácil de usar, são muito pesados e quentes, a caracterização: muito cabelo e muita barba, os trejeitos e vocabulário adequado, são todos itens importantíssimos para compor o personagem e dar mais veracidade a história. Em breve começarão as cenas de lutas, que são praticamente coreografias, outro desafio e tanto, mas tudo muito interessante.


Você irá passar um bom tempo usando barba e cabelão, como tem encarado isso? Como fica a vaidade? Procuro me enxergar como Josué, pensar como ele, então estar com um barbão me ajuda a manter esse exercício. Não me incomodo com as mudanças se elas forem importante para a composição do meu trabalho, com isso vou mantendo minha vaidade na dosagem certa. 

Que desafios você gostaria de enfrentar como ator? O que você gostaria de passar através da sua arte? Como ator busco estar sempre em um novo universo, fora da minha zona de conforto. Espero que meu trabalho ajude a estimular o questionamento, autocrítica, colaborando com nossa evolução.

Falando em vaidade, como mantém a forma? Já ter sido jogador de basquete profissional te facilitou algo em relação a disciplina com exercícios e alimentação? Além de correr na areia da praia para ajudar no condicionamento físico nas cenas de luta, quanto tenho tempo vou ao Lavanda, um espaço em São Conrado onde faço pilates e um tratamento chamado Quiropraxia Indiana. Os aparelhos do pilates propiciam uma estabilização postural que potencializa o tratamento da Quiropraxia Indiana. Enquanto a Quiropraxia promove o realinhamento da coluna vertebral. O pilates mantém a postura através da reeducação postural e do fortalecimento muscular. Juntos, os dois métodos ajudam a corrigir os problemas já existentes e também promovem ganho de força muscular, alinhamento, alongamento, correção, coordenação motora e aumento da capacidade de concentração.  


Onde você é mais vaidoso e como lida com isso? Sou mais vaidoso que gostaria com meu cabelo, procuro sempre refletir sobre a real necessidade de me importar com isso. (risos)

Que tipo de pai você é? E algum ensinamento que aprendeu com seu pai que tenta passar para seu filho? Procuro ser o mais presente possível e fazer o meu melhor para construção de uma personalidade saudável. Aprendi ser verdadeiro, sobre tudo comigo mesmo, com meu pai, gostaria que meu filho absorvesse isso. 

Você chegou a ficar noivo e quase casar... Que desafios você acha mais difíceis de enfrentar numa relação a dois. E o que é mais gostoso? Qualquer relação a dois é muito delicada, seja amorosa, profissional... apesar dos sentimentos, das ideologias, somos seres únicos, cada um tem uma forma de pensar, de agir... manter uma relação precisa de muita sabedoria, paciência, companheirismo, bom humor. É muito bom ter uma parceira, para dividir sua rotina, suas alegrias, tristezas, conquistas... 

Como lida com o assédio? Já teve algum problema por conta disso? Alguém já ultrapassou os limites? Adoro receber carinho e incentivo de quem admira e acompanha meu trabalho e procuro retribuir tudo isso. Nunca tive uma experiência desagradável com um fã, mas sei que é importante colocar limites.

O que te encanta e atrai numa mulher? Não sei, mas acredito que aquelas que me surpreendem estão no caminho. Valorizo autenticidade, mas não tenho um perfil específico, apenas escuto meu coração.

Você é muito ligado em redes sociais? Como lida com isso? Qual seu limite? Deveria ser mais, as vezes me desligo um pouco... mas sei que é uma forma de ficar mais perto do público que acompanha meu trabalho. Vou me esforçar para me dedicar mais, acho importante essa troca com os fãs. 

O que podemos esperar de Sidney Sampaio para daqui pra frente? Muita dedicação ao trabalho. Estou de corpo e alma para viver o Josué. E assim estarei para os próximos desafios.


Foto Nilo lima
Direção de arte Marco Antonio Ferraz
Beauty Karina Aletto

Sidney Sampaio veste: LOOK 1 - calça Reserva, camisa Hugo Boss, jaqueta xadrez Ellus Vintage, faixa de luta original (acervo); LOOK 2 - saia kilt original escocesa (acervo), jaqueta Emporio Armani; camisa roxa com laço Ysl, óculos de aviador original (acervo); LOOK 3 - calça jeans CK, camisa Hugo Boss, blazer Hugo Boss, chapéu (acervo); LOOK 4 - jaqueta Pool, colar Cap Gap; LOOK 5 - camisa H&M malha cinza, camisa seda Maria Bonita Vintage, cap original (acervo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário