quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

MÚSICA: AllyCats, a banda que conquistou o público com um som cheio de estilo

Os três são fãs de rock, motos e cheios de estilo. Não faltava nada mais que ligasse esses três amigos ao som meio “vintage”. O universo de garagem e motos também está presente na identidade da banda AllyCats. Um som gostoso de ouvir, animado para dançar e que caiu como uma luva (de moto!) para os integrantes Josias, Daniboy e Carlos Cajueiro. Ah, a barba, outra paixão em comum, vem para coroar o estilo dos AllyCats. O trio recentemente se apresentou no Jazz Festival de Gravatá, interior de Pernambuco, juntamente com grandes músicos de jazz do mundo e mais uma vez os AllyCats levantaram o público. A MENSCH conversou com eles para conhecer um pouco mais dessa banda cheia de identidade e seus integrantes.

Como surgiu a ideia de montar a banda Allycats? Nós sempre gostamos do estilo vintage, "old school", tanto no vestuário, como na música. Sempre ouvi muito Rockabilly. Na época, eu (Daniboy) e meus irmãos tínhamos uma garagem em casa, onde vivíamos customizando nossas motocicletas, e a trilha sonora, era basicamente Rockabilly music. É um estilo de som que tem tudo a ver com a cultura Old school de customização de carros e motos. Daí veio o nome Allycats, uma mistura da expressão americana "Alley Cats"(gatos de rua) e alicates (ferramentas). Desde então a ideia de formar uma banda Rockabilly não me saía da cabeça, e por muito tempo, fiquei à espera do momento e dos "caras" certos.


E como foi esse encontro de vocês três até chegar na AllyCats? Eu (Daniboy) já conhecia o Josias e o Cajueiro desde muito tempo, até que um dia, numa conversa, marcamos de "tirar" um som, coloquei a ideia na mesa, e os dois toparam na mesma hora e abraçaram a causa com maestria. E não poderia ser uma junção melhor. Foi o casamento perfeito! Nascia os Allycats.

Como foi o processo de escolha do repertório? O rockabilly, é uma música muito fácil de "digerir", várias músicas do nosso repertório, são clássicos, conhecidas por todos, músicas que posso dizer que já fazem parte da 'cultura popular' do rock'n Roll. Claro, que várias outras, são músicas que nos identificamos, e que queremos levá-las ao público. 



Que novos desafios tem encontrado com esse novo projeto? A cena Rockabilly, no Sul do país, é forte e já tem seu espaço. No Nordeste, essa é uma cena que tem tudo para crescer da mesma forma. Temos alguns nomes, como Joanatan Richard (PE) e The Bop Hounds (RN), entre outros, que nos ajudam nesse desafio de consolidar esse estilo musical por essas bandas. 

Além da música vocês tem trabalhado todo o conceito vintage da banda. Como surgiu essa ideia? No Rockabilly, o visual é muito importante, o estilo Rocker (Topetes, Jaquetas...), os instrumentos, tudo reflete o clima e o visual da época, e sem dúvida, chama atenção e diferencia o trabalho, como um todo. Hoje, vivemos vestidos como se fossemos tocar. (risos)

O que podemos esperar mais desses três loucos por música e motos? Estamos preparando um material, em um futuro bem próximo. Primeiramente um clipe, com essa cultura "biker". Estamos em produção de músicas autorais, e logo, logo, gravaremos essas músicas. O Trabalho não para, o caminho não é fácil, mas estamos fazendo algo que amamos, da forma que gostamos. Podemos chamar os Allycats de família, pois é assim que nos sentimos.


Fotos Simony Rodrigues / Carlos Cajueiro

AllyCats no Facebook: /www.facebook.com/allycatsband

Acompanhe um pouco do que rolou no festival de jazz:


Um comentário:

  1. A banda é tudo de bom, esses meninos arrasam.

    ResponderExcluir