quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

CARRO: Mercedes-Benz AMG GT, o carro que trouxe novamente a marca ao topo dos superesportivos

No final do ano passado a Mercedes-Benz foi um dos grandes destaques do Salão do Automóvel de São Paulo graças ao novo AMG GT, que colocou novamente a marca em evidência em seu portfólio de superesportivos atraindo a atenção do público presente. Mas e o que esse novo modelo tem de especial fomos descobrir e constatamos que se trata o modelo top na categoria.

Com um visual muito agressivo, o AMG GT S chama atenção pelo capô longo e cabine reduzida, bem como os faróis com LEDs e escape duplo retangular. Por dentro, o estilo reflete exatamente o exterior. Um cockpit com console elevado e largo, dotado de inúmeros comandos e o AMG SELECT CONTROL. Diferente de outros carros da Mercedes, ele vem com uma pequena alavanca de marchas posicionada mais atrás.



O AMG GT S é a versão mais poderosa do esportivo da Mercedes-AMG, ele vai de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos. Vem com transmissão de dupla embreagem e sete marcas AMG SPEEDSHIFT MCT com quatro modos de condução: Comfort, Sport, Sport+ e Race. Além disso, conta com suspensão AMG RIDE CONTROL, que apresenta programação variável dependendo das condições da pista, sendo selecionável pelo condutor.


Com posição de dirigir voltada completamente para a condução esportiva, o AMG GT S parte rapidamente para seu objetivo sem delongas. Para quem quer experimentar todo o potencial do carro, o modo Race é o indicado. Assim, o V8 4.0 biturbo parte com disposição insana e em poucos segundos o cupê alemão já alcança altas velocidades.

Nervoso, o AMG GT S não tolera vacilos ao volante. A traseira tende a sair ligeiramente devido à grande força do propulsor, mas é totalmente corrigível, permitindo entrar e sair de curvas em alta velocidade com o carro totalmente na mão. O poder de frenagem supera em muito o dos demais modelos da AMG e direção muito direta permite explorar ainda mais as curvas e chicanes.

A aceleração é brutal e o corpo fica quase o tempo todo colado ao banco. Conforme as curvas e retas vão passando, a confiança ao volante vai ficando cada vez maior, apesar de toda a brutalidade nas retomadas e do ronco “explosivo” dos escapes logo atrás. Definitivamente, o AMG GT S tem nas pistas o seu habitat perfeito. O preço desse superesportivo é de US$ 329.900, o que dá uma média de R$ 1,3 milhão.

Fonte: Mercedes-Benz / Auto Guide

Nenhum comentário:

Postar um comentário