segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

FITNESS: As vantagens e desvantagens do crossfit

Com certeza você já deve ter visto pessoas se exercitando com objetos inusitados nas ruas ou academias, como cordas, pneus, halteres, kettlebells, anilhas e pesos variados. Tudo isso faz parte do Crossfit, treinamento físico funcional criado pelo americano Greg Glassman em 1995, que está fazendo muito sucesso nos últimos anos no Brasil. 

Segundo Andrea Albuquerque, da marca esportiva Pratadacasa, a atividade está agradando o público por se tratar de uma modalidade diferente que mistura exercícios de ginástica, levantamento de peso e atletismo, que condiciona o corpo da forma mais ampla possível e pode ser praticada em qualquer lugar, ao ar livre. “É uma alternativa eficaz para quem não gosta da rotina da musculação nas academias”, conta.

Atividades como correr, escalar cordas, remar, levantar peso, empurrar pneu, subir e descer degraus, agachar e saltar fazem parte do treinamento, que inclui também um número de flexões feitas em sequência, dentro de um circuito. Os exercícios são variados e aprimoram todas as capacidades físicas, como resistência cardiorrespiratória, estamina, força, potência, agilidade, equilíbrio, precisão, flexibilidade, velocidade e coordenação. Além disso, devido à alta intensidade dos movimentos, a modalidade garante maior trabalho dos músculos e acelera a perda de peso. Uma hora aula de crossfit chega a queimar até 800 calorias.

Apesar desses benefícios, alguns especialistas garantem que também há desvantagens na prática do treinamento. Justamente pela forte intensidade dos exercícios, a incidência de lesões musculares é relativamente alta, causadas pelo excesso nas cargas. Outro malefício que pode ser acarretado pelo exagero no crossfit é a rabdomiólise, lesão muscular que libera células musculares para dentro da corrente sanguínea, levando a uma insuficiência renal aguda e problemas no rim. 

Uma questão que divide opiniões é em relação ao coração. Alguns profissionais acreditam no ganho na capacidade cardiovascular e respiratória, enquanto outros questionam se isso realmente acontece, já que a variação na duração e intensidade dos exercícios pode alterar o metabolismo e sobrecarregar o sistema cardíaco. “Na dúvida, consulte um médico antes de começar a praticar o treinamento para saber se é recomendável ou não”, sugere Andrea.


Para praticar o crossfit também é importante investir em roupas adequadas. Segundo Andrea é preciso escolher tecidos inteligentes com fibra em poliamida, que garante maior respirabilidade, troca de calor e conforto. “Em primeiro lugar, a roupa ideal é a que a pessoa se sente bem. Mas tem que ser uma peça confortável que garanta leveza e mobilidade para realizar os movimentos, que deixem o corpo o mais livre possível como shortinhos e camisetas”, finaliza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário