sexta-feira, 17 de julho de 2015

CAPA: Sérgio Marone encara novos desafios como o Rei do Egito da TV

Seguindo tranquilo e de bem com a vida, o ator Sérgio Marone encara mais um desafio com seu novo personagem, Ramsés na novela “Os Dez Mandamentos”. Se ele já seguia uma vida mais saudável e regrada, a chegada de Ramsés só fez ele se dedicar ainda mais aos cuidados com o corpo e a saúde. Afinal entre lutas e cenas de ação é preciso ter um preparo físico redobrado. Mas Marone tira de letra e está curtindo o momento que já se tornou um marco na sua carreira. Entre o Egito e o Rio de Janeiro, acompanhamos um pouco da rotina atual dele e o resultado você confere logo abaixo.

Antes de mais nada, como está encarando esse visual careca? Estranhou muito no início? Caiu da melhor maneira possível desde o início. Já tive situações piores como no filme “Prometo um dia deixar essa Cidade" que fiz em Recife, onde rasparam apenas as minhas entradas e encresparam o cabelo todo. Então acho que essa careca do Ramsés está ótima. Mas sinto muito frio na cabeça e nuca.

Pensando nisso... você é um cara muito vaidoso? Não sou vaidoso não. Eu me cuido essencialmente tomando bastante água, me alimentando bem, fazendo exercício e usando protetor solar. Esse é o meu básico de cuidados pessoais que acho que todos deveriam ter para uma vida mais saudável. 

Você já foi um cara gordinho na adolescência e hoje está em sua melhor forma com um físico bem definido. Como se deu essa mudança? Quais foram e são os maiores desafios? No final do ano passado tive essa vontade de levar mais a sério o exercício físico e tive uma identificação com o treinamento funcional que começou a me fazer muito bem, pra minha postura, meu dia-a-dia e começou a dar me uma base de movimentação, evitando lesões. Quando soube que ia fazer a novela, eu intensifiquei e houve uma melhora maior no meu condicionamento físico. Acordar cedo para treinar é difícil. O maior desafio é de vencer a mente, vencer a si mesmo. Outro desafio foi mudar minha alimentação. Agora com tudo integral, são farinha de arroz, linhaça, tapioca. Quase nada de industrializado. Levo comida para a gravação. Até os meus “snacks”, como biscoitos, cookies são feitos em casa. Então foi uma reeducação alimentar junto com disciplina e foco.

Qual sua rotina de exercícios e como é sua alimentação? Eu treino cinco a seis vezes por semana, uma hora e meia, no máximo duas horas por dia. Faço musculação, treino funcional e um pouco de aeróbico. Minha alimentação é balanceada, costumo misturar carboidrato com proteína, e a gordura magra. Até o molho de tomate é feito em casa, tenho feito receitas fitness e vou começar a dar essas dicas no meu site. Mudou a minha vida. 

Foto: Divulgação / Record
Com esse novo trabalho, como o Ramsés na novela “Os Dez Mandamentos” (na Record), que novos desafios te trouxe? Esse trabalho tem sido mágico. Um sonho. Meu primeiro trabalho de época, bíblico e fora da TV Globo em termos de emissora aberta. E ser esse sucesso todo que está sendo pela qualidade do produto está sendo muito especial. Um personagem forte, um personagem que é muito conhecido dentro de uma história da humanidade. Um personagem multifacetado. As mudanças de fases pedem que o personagem amadureça. Figurino, postura, vários desafios. Estou levando vários ensinamentos para a minha vida. Está sendo maravilhoso.

Como está sendo sua rotina de gravação e que prazer te dá como ator participar de uma história épica como essa? Essa rotina de gravação está sendo bastante puxada. Às vezes passo o dia inteiro no Record para gravar uma sequência de 30 segundos por causa dos efeitos especiais que são complicados e detalhados. Tem dia que preciso gravar 15 cenas. Tenho gravado uma média de 5 a 6 vezes por semana. Mas a equipe é maravilhosa, clima excelente nos bastidores, todos vestindo a camisa. É exaustivo, mas muito prazeroso. Estamos felizes e orgulhos com a aceitação do público e críticas positivas. É uma novela bonita de se ver que encantou não só os religiosos, como todos que queriam uma coisa mais leve na televisão.

Fala um pouco do seu personagem Ramsés... ele vai além do que já conhecemos dos livros de histórias? Alguma particularidade à mais que você está descobrindo ao longo do trabalho? O Ramsés é um presente dos deuses... É um personagem muito rico, ele vai além do que conhecemos no livro de história, porque vou estar fazendo de um jeito meu. Estou fazendo um Ramsés romântico e apaixonado, o que a história confirma. Estou descobrindo que vou herdar muita cosia dele, a altivez, a segurança, quero levar pra minha vida. 

Em “Os Dez Mandamentos” tem muitas lutas e cenas de ação. Como tem sido o preparo para isso? Já fez ou faz aulas de lutas? É tem muitas cenas de luta. Fizemos uma preparação de três semanas com espadas que são bastante pesadas, de mais ou menos três quilos cada uma. Fiquei com muita dor no braço e tendinite, fiz muita fisioterapia, mas acho que o resultado deu certo. As crianças principalmente adoram essas cenas. Me sinto um pouco voltando uma pouco a minha infância. Claro que com todo cuidado para não machucar o colega, já que é uma espada de verdade. 

Como tem sido a reação do público, principalmente das mulheres, com esse novo visual? É realmente dos carecas que elas gostam mais? A reação do público tem sido incrível, só elogios a novela, ao Ramsés, as pessoas estão encantadas com tudo. Acho que muda o paradigma, meu visual tem agradado bastante, não sei se é dos carecas que elas gostam mais, (risos), mas não tem me atrapalhado.

E como vai a vida fora do Egito, tem conseguido tempo para relaxar, baladas ou corridas na praia? O que faz para relaxar? A vida fora do Egito tem sido de treino e descanso. O que faço pra relaxar é treinar, é onde esvazio a mente e me preparo para ter pique o dia inteiro e fortaleço o corpo para aguentar o tranco. As vezes vou ao cinema, show, recebo amigos em casa e vou na casa deles. 

O que faz sua cabeça na hora de ler, ver e ouvir? Na hora de ler o que faz a minha cabeça é uma boa história, na hora de ver é algo visualmente belo, ouvir, adoro jazz, mpb, rock.

O que faria você atravessar o Mar do Egito por uma mulher? O que te encanta? Acho muito difícil essa pergunta porque sou um cara muito realista. Acho que eu não teria uma coisa assim utópica. Acho que é o que é meu é meu, o que tem que ser é. Acho que não faria grandes esforços porque acharia que não é pra mim. Mas gosto de mulher bem resolvida e bem humorada. 

Qual o maior pecado que um homem pode (quer dizer, não deve) cometer na cama? E onde elas não devem pecar? Acho que um homem não pode ser egoísta na cama, não pode pensar só nele. Tem que ficar atento na parceira, nos sinais que elas mandam. Acho que elas não podem pecar no fingir do orgasmo, acho que é normal que elas não gozem sempre, mas acho que é um grande vacilo que elas finjam o orgasmo. 

Depois de Os Dez Mandamentos, algum plano? Para onde irá Sérgio Marone?  Depois de “Os Dez Mandamentos” vou dar uma viajada, quero fazer ruma andança pelo mundo, descansar e me reciclar em outras culturas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário