terça-feira, 10 de março de 2015

CARRO: Casa Enzo Ferrari, o museu que virou atração turística e parada obrigatória para os fãs da Ferrari

Modena, cidade localizada ao norte da Itália, ganhou mês passado um belo museu que virou atração turística e parada obrigatória para os fãs da famosa marca Ferrari. Parte do museu é a casa de infância do fundador da Ferrari, Enzo Ferrari (1898-1988), que juntamente com sua oficina foram totalmente restauradas, preservando a originalidade dos projetos. A idéia é juntar passado, presente e futuro num mesmo espaço criando um grande contraste entre a galeria de linhas arrojadas e futurísticas com a antiga construção. Num espaço com cinco mil metros quadrados de vidros e alumínio que custou 18 milhões de euros (cerca de R$ 47 milhões) que homenageia a lendária figura do automobilismo, e segundo estimativas, receberá cerca de 200 mil visitantes por ano.
 
As origens do mito” foi a exposição escolhida para a estréia do museu projetado pelo arquiteto Jan Kaplicky, do estúdio Future Systems, que tem cerca de 5 mil m2 e estará aberto 363 dias por ano. “Este tributo ao meu pai, que amava Modena profundamente, me dá imenso prazer. É a oportunidade de qualquer pessoa descobrir mais sobre o homem, sobre a sua história e sobre a ligação entre a cidade e o mundo dos motores. Esta nova estrutura é o complemento perfeito ao Museu Ferrari em Maranello, outro local fundamental da vida do meu pai”, explicou Piero Ferrari.



A maioria das exposições terá como objetivo principal homenagear “a vida de um personagem que contribuiu para tornar a cultura italiana conhecida em todo o mundo”, explicou o presidente da Casa Museu, Mauro Tedeschini.


 

Como é dividido em dois prédios, o primeiro, um galpão comum, em tijolos aparentes e telhas cerâmicas reúne a história da Ferrari, onde Enzo nasceu e montou seus primeiros veículos. Já no prédio novo, que tem a forma de uma concha de alumínio recortado com telhado feito com o mesmo alumínio usado nos automóveis e possui recortes que imitam as entradas de ar do capô traseiro de alguns modelos de Ferrari é dedicado às exposições. Um detalhe que chama atenção na pintura do telhado é o amarelo, cor oficial de Modena, que é exatamente o mesmo amarelo da pintura dos carros e do fundo do famoso logo (com o cavalo empinado).

Mas, o museu se supera arquitetonicamente, pois todo o design do espaço foi criado com base nos carros da coleção. Outra particularidade do museu é que ele combina ousadia e sustentabilidade. Seu formato arquitetônico permite ao Museu Casa Enzo Ferrari utilizar energia geotérmica, gerada pelo calor da terra.





A área onde fica o espaço para as exposições, traduz bem o estilo de vida e a paixão por velocidade de Enzo Ferrari em suas curvas de aço, alumínio e vidro. O museu exibe alguns objetos pessoais de Enzo Ferrari, assim como vários modelos clássicos de marcas clássicas, como Alfa Romeo, Maserati, as famosas Ferraris vermelhas e também outras marcas de esportivos com ligações com a cidade de Modena. O espaço também abriga uma exposição multimídia que narra através de imagens, filmes e objetos pessoais a vida de Enzo Ferrari – homem, piloto e construtor. A idéia é fazer o visitante viajar no tempo e conhecer as paixões de Enzo pelos carros e os desafios da velocidade. O local chama atenção também pelo mobiliário modular todo branco, com itens domésticos alternando com documentos históricos, fotografias, em telas interativas como as páginas de um livro onde se desenrola a história da vida do grande construtor da Ferrari. 

O museu fica na Via Paolo Ferrari, número 85, está aberto todos os dias (exceto no Natal e Ano Novo) com ingressos que custam 13 euros (crianças com cinco anos ou menos não pagam). Site oficial: www.casaenzoferrari.it



Fonte: AutoEsporte, UOL, Estadão, Carros e Marcas, GloboNews

Acompanhe a MENSCH também pelas redes sociais: RevMensch 

Nenhum comentário:

Postar um comentário