sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

CAPA: Adri Lima, nossa musa do verão 2015 vem no balanço do mar

Ela é conhecida como Adri Lima, já aqui na MENSCH, foi rebatizada de “Adri Linda”. E você vai concordar conosco ao se deslumbrar com o belo ensaio dela aqui em nossas páginas. Do tipo espontânea e também misteriosa, Adri circula pelos melhores eventos cariocas e faz parte de uma equipe responsável por eles. Por isso, se esbarrar na moça numa dessas festas, lembre-se que ela está trabalhando e dificilmente você terá espaço pra paquera, mas se for uma cara de sorte, quem sabe? Apesar das baladas Adri é de curtir o dia e sua grande pegada é a arte da interpretação, atriz ela faz do dia-a-dia um laboratório para personagens e histórias, pois é. Como se não bastasse, a moça também escreve. Sem mais delongas, a MENSCH apresenta a nossa MUSA Adri Linda, muito bela!

São Paulo, Recife e Rio, como essas cidades influenciaram em sua formação pessoal e profissional? Nasci em São Paulo, onde fiquei até os 8 anos de idade, o que me deu uma base do que é a dinâmica de uma metrópole, onde a arte se consagra e é uma das fontes que me inspira. Já Recife me estruturou o lado afetivo e intelectual. Recife é uma das maiores concentrações de talentos. Terra de Ariano, João Falcão, Lenine entre outros, onde a arte em todas as vertentes, pulsa. E o Rio, além de um caso de amor, é literalmente a cidade maravilhosa, é aqui onde tudo acontece.



Como a arte entrou em sua vida e que espaço ela ocupa? Adorava as peças de final de ano na escola. Desde pequena minha mãe me pegava na frente do espelho criando personagens, ou seja, a arte está na minha vida desde sempre. 

Atriz e apresentadora você trabalha com festas ao lado da maior promoter do Rio de Janeiro, Carol Sampaio. Estar nesses eventos com tanta gente em tantos lugares é uma inspiração para futuros personagens e histórias? O maior presente que posso receber do Rio é fazer parte da equipe de Carol Sampaio e Michel Diamant e com certeza, todas as pessoas em meu raio de ação viram fontes de inspiração... Desde meus roteiros até a concepção de meus personagens.


Qual a parte mais legal e mais difícil em trabalhar com esses eventos e festas badaladas? Minha natureza é diurna, mas sou movida por desafios e minha maior satisfação é quando o projeto toma forma, estar em contato com o público é meu maior prazer.

Rola muita paquera mesmo estando a trabalho? (risos) É uma dinâmica quase que de gincana onde temos que deixar a atenção sempre à flor da pele... Não dá tempo nem de paquerar.

Por falar em paquera, que papo faz sua cabeça na hora de uma aproximação com segundas intenções? Discrição, bom humor, é a fórmula para acionar segunda e quem sabe terceiras intenções (risos)... Mas afinidade já começa no olhar. 


E você já deu o primeiro passo em uma paquera ou é daquelas que acha que a mulher deve sempre ficar “à espera”? Ainda não vivi experiência de abordar, mas sou de uma geração onde não existem mais tabus. Se quem toma a iniciativa é a mulher, isso é maravilhoso!!!

O que te seduz em um homem? Como ele te atrai a atenção? É a discrição!
E quais os seus segredos de sedução? Segredo é segredo (risos)

Se os homens são de Marte e mulheres de Vênus, onde eles se encontram? (risos) Haja vista que o ciclo da lua desenvolve potencialidades no ser humano, onde os astros proporcionam situações das mais inusitadas, eu diria que...Basta virar uma esquina (risos) 


Sente-se à vontade na frente das câmeras como Adri Lima ou precisa encarnar um personagem para “se soltar”? Uma das minhas maiores características é a espontaneidade, me sinto muito à vontade diante das lentes.

Bonita, artista, os homens sabem te cantar? No meio artístico, parece jargão, mas sou "tímida", e essa característica, de alguma forma, inibe a aproximação.

O que os homens precisam aprender com as mulher? E elas aprender com eles? Graças à sensibilidade feminina, desenvolvemos o lado sutil, onde conseguimos com muita destreza compreender as entrelinhas e nesse quesito, percebo que os homens precisam deixar aflorar o olhar mais contemplativo. 
Nós temos muitos mais para ensinar do que aprender com eles. (risos) Mas sempre existe uma bela troca. 

Até onde você quer chegar (profissionalmente)? O céu é o limite? (risos) Ouxeee! Lá é um lugar que nem tão cedo eu quero chegar. (risos) Na arte cênica não existe limitações. Mas agora em 2015 estou cheia de projetos. Dois deles são uma peça de minha autoria e uma série de TV, por enquanto os nomes em suspense. (risos)

AGRADECIMENTO

SERGIO SANTOIAN (FOTÓGRAFO), RENATA PUGLIESE (MAKE UP), ADRIEL / “THE CLICK” (HAIR AND STYLIST)

Um comentário:

  1. Adorei o maiô dela, onde posso encontrar? De que marca é?

    ResponderExcluir