terça-feira, 9 de dezembro de 2014

ARTE: EXPLOSÃO DE CORES À FRANCESA COM FRANÇOISE NIELLY

A infância no sul da França de Françoise Nielly foi um tanto quanto solitária. O pai, arquiteto, trabalhava muito e o tempo dedicado a ela era ensinando a desenhar, fotografar e falar de seus projetos e obras. Françoise então começou a imaginar um mundo colorido e as cores passaram a ser suas grandes companheiras e a tornaram uma grande artista. Usando espátula e muitas cores Fraçoise pinta rostos como quem pinta os amigos imaginários da infância. Com força e personalidade sua arte vem conquistando cada vez mais gente em mais lugares no mundo. A MENSCH fez uma entrevista exclusiva com Françoise e dentre outras coisas descobriu de onde vez sua inspiração. 


Você pinta rostos, usa espátula e óleo, usa muitas cores e se aproxima do cubismo...Como chegou a esse estilo, a essa técnica? Realmente não sei bem, eu sempre estive no mundo da arte, comecei a pintar e a desenhar muito cedo.  Meu pai era arquiteto, por isso ensinou-me a desenhar. Eu comecei a fazer quadros e com o passar dos anos encontrei a minha arte. O problema de muito artista é que tenta copiar o estilo de um outro ja conhecido. Cada um tem que encontrar o estilo que lhe é próprio.

Você já estampou sua arte em carros, tecidos, é uma forma de popularizar, se mostrar mais para mais pessoas? Não fui à procura destes projetos, eles vieram a mim, mas eu gostei muito de participar. Eu gosto de mostrar a minha arte e saber o que as pessoas acham das minhas obras, por isso que tenho um FACEBOOK onde sempre publico fotos dos meus quadros para ver os comentários das pessoas.

As pessoas tem tido cada vez mais acesso a arte? Como vê a comercialização das artes plásticas? Acho que é bom, mas temos que ter mais liberdade nas artes plásticas. Não se tem que pensar em vender e ser famoso, o artista tem que pintar (ou outra arte) com o coraçao, para satisfazer o próprio prazer. Se começar a pintar pensando no preço de venda, a tua obra não vai se sair bem. Eu sempre digo aos novos artista: pintem com o coração para encontrar o teu estillo.

Paris é uma grande inspiração artística? Sim, sobretudo que eu trabalho em Saint Ouen, perto de Paris. É em Saint que que temos o « Marché aux puces ». Todos os dias têm várias pessoas de todos os paises, de todas as nacionalidades, é a minha inspiração. 





E falando nisso, como busca inspiração? Leio muito, saio em Paris para vários lugares. 

Algum ritual? Não há ritual nenhum porque posso ter 2 fotos da mesma pessoa, uma que me inspira e outra que não. Por isso que é muito complicado fazer um quadro para uma pessoa que me envia a foto dela.

O que conhece e gosta da arte brasileira? Eu não conheco bem a arte brasileira, sei que gostam muito de Street Art, mas realmente nao tenho um nome que me venha, mas vou começar a me interessar mais.

Site oficial: http://www.francoise-nielly.com/

Confira entrevista (e como ela pinta os quadros) de Françoise à uma TV europeia: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário