quinta-feira, 20 de novembro de 2014

CARRO: Quant e-Sportlimousine o primeiro carro movido a água salgada a trafegar pelas vias públicas

Homologado pelas autoridades de trânsito alemãs, o Quant e-Sportlimousine é o primeiro carro movido à água salgada a trafegar pelas vias públicas. Um automóvel “muito à frente do seu tempo, na verdade hoje”. Desde que o homem começou a se locomover em automóveis, o motor a combustão interna vem reinando nos carros que conhecemos. Seja à gasolina, a diesel ou etanol, a pequena explosão move os pistões, que transferem o movimento para as rodas e fazem a alegria de quem gosta de velocidade. Mas esse paradigma vem sendo quebrado por outras tecnologias que oferecem novas formas de combustível para nossos carros. Combustível? Só se for para gerar uma explosão. Não é o caso do Quant e-Sportlimousine, o primeiro carro movido à água salgada.

No último Salão do Automóvel em Genebra, Suíça, o mundo ficou conhecendo essa novidade. O sistema de propulsão do Quant e-Sportlimousine é baseado em uma tecnologia desenvolvida pela Nasa a partir de 1976, com o uso de nanocélulas presentes em duas soluções eletrolíticas (a água salgada”) que fazem os motores do carro funcionarem. Sim, motores, cada roda tem o seu próprio propulsor. O sistema foi batizado de NanoFLOWCELL e é bem diferente do das baterias comuns, muito mais avançado. O carro não funciona com água do mar, como poderia ser sugerido, mas por reações químicas nas soluções que produzem a eletricidade que gera a potência para as rodas. 



Não é de hoje que surgem novas tecnologias capazes de superar o motor de combustão, extremamente poluente. O nanoFLOWCELL sai na frente por ter sido autorizado a andar em vias públicas na Alemanha e ainda responde a uma demanda muito valorizada hoje em dia - o meio ambiente. Com emissão zero de poluentes, sua aplicação pode ser muito versátil, e o Quant e-Sportlimousine pode se tornar um pioneiro de uma mudança de cultura dentro do automobilismo. “Ficamos felizes de sermos os pioneiros em conseguir apresentar um automóvel impulsionado por tecnologia de bateria de fluxo em estradas públicas, que consegue ter não apenas valores de desempenho fantásticos, mas também emissão zero”, afirma Nunzio La Vecchia, diretor técnico do projeto.

A ambição não para por aí. Depois da homologação para andar nas vias públicas, a empresa trabalha agora para autorizar a produção do Quant e-Sportlimousine em série e entrar de vez no seleto mundo da indústria automobilística, a partir de uma provável abertura de capital. Paralelo a isso, também trabalham para levar a tecnologia de nanoFLOWCELL, que passou 14 anos sendo desenvolvida, para outras áreas. "Temos grandes planos, e não apenas dentro da indústria automobilística. O potencial da nanoFLOWCELL é muito maior, especialmente em termos de fornecimento de energia doméstica assim como na tecnologia marítima, ferroviária e de aviação. Essa tecnologia oferece uma ampla variedade de aplicações como fonte de energia sustentável, de baixo custo e amigável com o meio-ambiente", explica o professor Jens Ellermann, que faz parte do projeto.

Para que tanta inovação tecnológica?

Para mover esse superesportivo. O Quant e-Sportlimousine não chama atenção apenas pela inovação no propulsor. Os designers também não economizaram e projetaram as curvas desse carro de grande porte, que mede 5,25 m de comprimento e 2,20 de largura, pesando 2300 kg. E não poderia ser diferente, já que não estamos falando apenas de água salgada para fazer um automóvel andar, mas de motores individuais que geram combinados 912hp de potência. As curvas do chassi são detalhes essenciais tanto para manter o Quant e-Sportlimousine no controle do motorista quanto para sua elegância. 

Quando for testado na rua, a expectativa é que alcance a velocidade final de 350 km/h, fazendo de 0 a 100 em apenas 2,8 segundos. Mas o que chama atenção é a autonomia, um velho problema dos carros elétricos. O Quant e-Sportlimousine pode rodar 600 km até precisar abastecer novamente; autonomia até maior do que a dos nossos carros de mil cilindradas. Quem viver verá o Quant e-Sportlimousine nas ruas, com suas portas de abertura para cima e um fino acabamento em madeira, cobre e couro. E para ser o dono de um belíssimo exemplar, terá que desembolsar algo em torno de R$ 1 milhão. 

Veja o vídeo: 

3 comentários:

  1. Espero q venha mesmo para revolucionar o mercado, gerando bem feitorias p o meio ambiente e emprego e renda.

    ResponderExcluir
  2. graças a deus eu tenho uma casa aqui bem pertinho do mar .tem bastante agua aproveito o sargaço para limpar os pneus

    ResponderExcluir
  3. E a indústria do petróleo vai eliminar muita gente para esse projeto não vingar.

    ResponderExcluir