segunda-feira, 15 de agosto de 2016

FITNESS: Vamos alongar para ter mais flexibilidade, aquecer a musculatura e evitar lesões

Antes de iniciar uma atividade física, uma das primeiras coisas que devemos fazer é alongar. Por muitos e muitos anos essa questão pareceu uma verdade incontestável, pois aprendemos nas velhas aulas de educação física que o alongamento ajuda a prevenir lesões, aquece a musculatura, melhora a flexibilidade, e por ser uma prática adotada por boa parte dos profissionais de educação física até hoje. Não é difícil ouvir praticantes de atividade física atribuindo algumas lesões ou dores pós-exercícios ao fato de não terem alongado o suficiente, comprovando o quanto se dá importância a tais afirmações.

O grande problema, ou solução, é que a ciência se modifica e isso tudo foi colocado em xeque por diversos estudos que comprovam que segurar a musculatura em uma determinada posição por 20 a 30 segundos de forma intensa, antes de realizar um exercício, aeróbico ou de musculação pode atrapalhar mais do que ajudar. Corredores de longas distâncias tiveram seus tempos diminuídos, e outros aumentaram o esforço para realização do mesmo percurso. Já em atletas que precisavam de força, verificou-se diminuição de até 30% na mesma e ainda uma diminuição na potência muscular.

Se você está comemorando porque não precisará mais "perder tempo" ou sempre achou chato alongar, vá com calma. Não é aconselhável chegar de qualquer jeito e começar a sua atividade, existe formas eficientes de aumentar a temperatura muscular, atividade neural da musculatura e melhorar o desempenho. Alongamentos dinâmicos, que mais parecem com o aquecimento, onde o praticante realiza movimentos repetitivos são largamente utilizados por atletas de ponta.
Além dele, o aquecimento específico ganha destaque, onde se utiliza uma carga menor do que a do exercício e realizam-se algumas repetições (10 a 12 no caso da musculação, com 50% da carga antes do primeiro exercício, por exemplo). Dessa maneira preparamos a musculatura, aceleramos a frequência cardíaca, melhoramos a amplitude do movimento, funcionamento articular, entre outros.
Portanto, se você não dispensa o alongamento tradicional, segurando 15 a 30 segundos na mesma posição (30 segundo têm se mostrado mais eficiente), a sugestão é alongar a musculatura que não irá trabalhar naquela sessão de treino ou alongar em outro horário. Assim poderá aumentar a amplitude articular, melhorando ou mantendo a flexibilidade em longo prazo. Já para o treino logo a seguir, seja de musculação ou aeróbico, realize alongamentos dinâmicos e não esqueça a importância do aquecimento. Bom treino.
Os exercícios de alongamento podem (e devem) ser feitos à qualquer hora e em qualquer lugar. Em casa ao acordar, no trabalho com os colegas, após uma longa viagem e claro, na academia antes de praticar exercícios. Afinal o alongamento deve proporcionar bem-estar, conforto e auxiliar no melhor desempenho de atividades físicas.

*Anderson Santos é educador físico e personal do Mais Atividade Física. (www.maisatividadefisica.com)

Acompanhe a MENSCH no Twitter: @RevMensch, curta nossa página no Face: RevMensch 

Nenhum comentário:

Postar um comentário