segunda-feira, 21 de julho de 2014

ESTILO: Inverno com pegada sportwear

Exemplos não faltam para falar da tendência que chegou pra ficar: a sportwear. Uma delas é o modelo de jaqueta “bomber”, uma inspiração nas jaquetas de voo dos soldados americanos na Segunda Guerra Mundial. Com uma leitura mais moderna, a peça permite o homem circular em baladas e até eventos mais formais. Os moletons são outro exemplo. Se engana quem pensa que a peça funciona apenas para aquecer ou ficar em casa. O moletom deixou de ser encarado como “básico” para fazer parte do figurino constante da maioria dos homens.




Não sabe o que vestir em alguma ocasião? Na dúvida vá de blazer. Se for durante o dia, opte pelas cores claras. Caso contrário, pelos tons mais escuros. Receber em casa um convite com descrição de traje pode nos deixar inseguros. Se o solicitado for “passeio”, o blazer será peça obrigatória. Durante o dia, a gravata é dispensada, mas após o cair da noite, o assessório que lhe dá um nó na garganta, é bem-vindo. Se a exigência for “passeio completo” a gravata é indispensável. Mesmo se for à luz do dia.

Qualquer convite que seja enviado com descrição de traje terá uma ocasião um pouco mais formal. Mesmo que seja “esporte” não arrisque usar bermuda, camiseta e tênis. Nesse caso inclusive, o nosso grande aliado blazer pode ser uma boa opção porem, melhor que seja desestruturado. Não parecendo um paletó. Aliás a diferença entre um blazer e um paletó está justamente nesse ponto: o primeiro sempre é mais esportivo e o outro, mais social, assim como a parte de cima de um costume ou terno.

Acompanhando a democratização da moda, o blazer já pode ser usado até com bermuda, mas, é claro que isso cai bem para os mais modernos. Caso seja mais clássico, não arrisque. Opte por um jeans ou calça de sarja se a intenção for se vestir de uma maneira mais esportiva. Resumindo: o nosso bom e velho blazer é peça fundamental em nosso guarda-roupa. Seja de linho, sarja ou lã, é um bom companheiro para todas às horas. 
...............................................................................................................

A partir do momento em que a moda criou tendências, e isso acontece desde que nós humanos começamos a nos vestir e sentir prazer em acompanhar o que é moderno, ficou definido o que seria tendência para invernos e verões. Até a algum tempo, as cores, tramas e assessórios eram classificados como sendo clássicos para cada uma dessas estações do ano. Especificamente, marrom, cinza e preto, eram as cores de inverno e o amarelo, turquesa e branco coloriam apenas nossos verões... Quanto às tramas, o “tweed” e “pied de poule” eram apenas para os dias frios. 

Há alguns poucos anos, importantes estilistas arriscaram o branco e cores mais claras quando apresentaram suas coleções de inverno. Correram o risco de, os mais tradicionais críticos da moda não aprovarem. Foram considerados precursores, inovadores e o público aprovou. Desde então, estamos acostumados a ver cores cítricas em peças de inverno e tons escuros e terrosos combinando com a alegria das cores dos verões. Sendo assim, não espere ver nessa próxima estação de dias mais frios, apenas as clássicas cores de inverno nas “apostas” das mais importantes marcas da moda. Não se espante em ver, por exemplo, o amarelo cítrico como tendência para nossa próxima estação do ano. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário