sexta-feira, 13 de junho de 2014

ESTRELA: Cheia de graça e de arte Mayana Neiva atua, escreve e inspira

Something in the way she moves, attracts me like no other lover…” E quem duvida que Something dos Beatles não combina bem com Mayana Neiva? E foi por conta deles que ela se lançou ao mundo com apenas 15 anos, desde muito cedo essa paraibana mostrou ser valente e destemida. Cheia de graça e de arte Mayana atua, escreve e inspira. Além de personagens brilhantes no cinema, na TV e no teatro a veia escritora já deu o ar da graça e pelo visto podem vir mais coisas por aí... I don't want to leave her now…

Começando pelo comecinho de tudo... Como foi a infância em Campina Grande? Da Paraíba tem saudade de que? Minha infância foi muito livre, brincando na rua e criando peças e personagens. Nasci em Campina Grande, mas logo fui para João Pessoa, com apenas cinco anos e me lembro do mar gostoso da frente da casa da minha avó, da tapioca, do barulho da família alegre em almoço de domingo.

A decisão de fazer high school nos EUA aos 15 anos foi um desejo seu ou dos seus pais? E como foi a experiência de morar em outro país ainda tão nova? Sempre foi um sonho meu. Na verdade eu me apaixonei pelos Beatles aos 10 anos e aprendi inglês para entender as músicas que eu ouvia e amava tanto. Queria ir para a Inglaterra, mas na época a empresa que fez meu intercâmbio só encontrou uma família nos Estados Unidos. Foi bem legal, uma experiência muito intensa para uma menina tão nova, mas eu que insisti para fazer e sei que foi uma das coisas mais especiais da minha vida, de fato me mudou para sempre. Comecei a fazer teatro lá na Califórnia e lembro do impacto que teve em mim, e tem até hoje.

Os concursos de Miss já eram um caminho para a vida artística ou não pensava nisso ainda? Aconteceu por acaso, montei minha primeira peça profissional "Hello Boy" e queria chamar atenção na minha cidade. Minha mãe soube pelo rádio. De alguma maneira funcionou, mas nunca tive muito jeito para a coisa. Me rendeu situações engraçadas.

Na mudança para São Paulo, no intuito de investir mais na carreira de atriz, quais sonhos levou na bagagem? Quais deles já se realizaram? Logo que voltei dos Estados Unidos, me inscrevi no concurso Criação Teatral Volkswagen e meu grupo ficou entre um dos finalistas na etapa regional e depois da nacional. Competíamos com mais de dois mil grupos na época. Nos apresentamos em Salvador e no Teatro Municipal de São Paulo. Lembro do impacto que teve em mim ver o teatro de vanguarda Paulistano. Senti um experimentalismo tão potente e precisava fazer parte daquilo. Me mudei para São Paulo logo em seguida, em 2004. Entrei no Teatro Oficina, no CPT do Antunes Filho e depois no Grupo XIX. Foi uma experiência única que sinto que me marcou profundamente. Sonhava em trabalhar com bom teatro, boa televisão e bom cinema, enfim contar boas histórias. Os sonhos sempre estão em contínua realização. 

Seu nome tem algum significado? Mahayana significa "caminho da Iluminação" no budismo tibetano.

Tem alguma crença especial? Como cuida do lado espiritual? Sou budista. Medito todos os dias por pelo menos 15 minutos, acalma minha mente e meu coração. Frequento o Kadampa Centro de Meditação.

Quais seus traços mais marcantes e quais qualidades é feliz em ter? Sou muito determinada, gosto muito de aprender algo novo todos os dias. Amo literatura, línguas e viagens.

O nascimento da sua sobrinha rendeu um livro, a carreira de escritora está nos planos? Ela me ronda, me acurrala numa parede as vezes. Escrevi o Livro Sofia sobre uma menina que engoliu o Sol para a minha sobrinha. Sou formada em Literatura e entusiasta da experiência escrita. Amo Guimarães Rosa e Mia Couto. Sim, tenho meus versos escritos, quero escrever mais crônicas e me espalhar mais nas palavras, me dá prazer. Ser finalmente seu nome e um sobrenome é acolhedor, depois de ser tantos personagens a escrita de alguma maneira te sacraliza.

Qual a importância de Antunes Filho na sua vida? Muito grande, um mestre. Mas como ele outros, o Luís Fernando Carvalho, o Zé Celso, o Clarck Middleton, a Susan Batson. Precisamos beber da fonte.

Das suas personagens, consegue escolher a mais marcante? A onça Caetana da Pedra Do Reino é a que mais me marcou, onde raspei a cabeça e renasci. Foi também meu primeiro trabalho na televisão com o Luís Fernando Carvalho. Desirée da novela Tititi, entretanto foi a mais popular.

E o seu dia-a-dia, como se organiza entre trabalho e lazer? Vivo entre Rio de Janeiro e NY. Muito estudo, muito trabalho e muito prazer.

Rituais de beleza, algum? Ser feliz, beijar na boca, fazer o que ama.

O que considera essencial para que uma relação funcione bem? Respeito, admiração, generosidade e humor.

Onde os homens acertam e onde erram na conquista das mulheres? Não acredito em gênero. Acho que amor é amor, bateu o olho, vibrou, pronto.

A verdade, seja qual for, ou as "mentiras sinceras" podem ser melhores? A verdade!

O que é mais atraente em um homem? A inteligência. Me mata!

Teatro, cinema, TV, o que a gente pode esperar para 2014? Tenho contrato com TV Globo e estou a disposição dos projetos da casa, mas este me parece um ano de cinema e teatro. Acabei de fazer dois filmes "O tempo que leva" de Cintia Dommit Bittar e "O homem que matou minha amada morta", de Aly Muritiba. Lancei no final de maio o primeiro filme em Florianópolis e participei do III Olhar de Cinema de Curitiba, participando de uma mesa de debates. Atualmente, estou ensaiando uma peça que vai estrear em Nova York no segundo semestre "Cawboy Mouth", com direção do James Lee, no West Village, em NYC.



Direção Criativa - Marco Antônio Ferraz 
Produção Executiva - Márcia Dornelles - www.mdproducoes,com
Fotos - Ricardo Penna 
Beauty - Everson Rocha 
Cabelo - Alcilene Vieira 
Styling - Paulo Zelenka 

MAYANA NEIVA VESTE - Look 1: Vestido Karamello (acervo), Body Dolce&Gabana, sandálias Jorge Bischoff, joias H Stern; Look 2: Vestido Morena Rosa, sandálias Roberto Cavalli (acervo), joias H Stern; Look 3: Vestido Colcci, joias H Stern; Look 4: Body TM, joias H Stern; Look 5: Top Maria Valentina, sandálias Roberto Cavalli (acervo), joias H Stern; Look 6: Top Morena Rosa, joias H Stern.

Nenhum comentário:

Postar um comentário