terça-feira, 3 de junho de 2014

CRÔNICAS & INDAGAÇÕES: Sexto sentido, mundo virtual e o que tem que acontecer

Quando uma mulher disser pra você “eu sou a mulher da sua vida”, repare bem, porque muito provavelmente ela é mesmo. Gabi namorava havia uns 5 anos. Já não era mais aquela coisa de frio na barriga, borboletas no estômago, mas ainda era um namoro, à beira da falência, mas era.

Estudiosa, ela passou em um concurso público e foi logo adicionada ao grupo dos participantes no Facebook. Com poucos integrantes, ficou fácil reparar nas fotos e de cara ela achou o Luiz um gatinho. Luiz que usa óculos para enxergar melhor também reparou na Gabi.  Como é de praxe na etiqueta das mídias sociais, foi um tal de curte post aqui, curte foto ali, parecia até que ele ficava só esperando uma postagem dela pra curtir e fazer-se notado.

Ela notou. Em tempos de paqueras virtuais, muita curtida é tipo ficar piscando nas paqueras de antigamente. E notando ela passou a curtir as postagens dele também. O namoro? Ah, esse agonizava, mas quando o Luiz adicionou a Gabi, ela se retraiu, afinal, tinha lá um tal de “em relacionamento sério”. Passaram-se semanas e Luiz a ponto de desenvolver uma gastrite aguardava uma notificação de “Gabi aceitou o seu pedido de amizade”. 

Finalmente ela aceitou e as conversas passaram a acontecer e de forma frequente. Sabe quando a janelinha azul aparece e seu coração dispara? Então, era assim com eles. Enquanto ela se dividia entre o novo sentimento que nascia e o antigo que morria, ele ajudava a cavar o velho e trazer mais vida para o novo. Conseguiu.


Gabi acabou o namoro, as conversas eram cada vez mais frequentes e cada vez mais voltadas para a paquera, para a exposição do interesse de ambos. Foi quando ela saiu com a sentença: “eu sou a mulher da sua vida!” Ele riu, achou graça. Ela também, mas uma graça cheia de certeza apesar de não saber de onde essa certeza vinha.

Os papos iam, iam, iam, até que cessaram por um tempo. Gabi ficou aflita, coração de mulher sente as coisas. Ela só soube depois, mas a ex-noiva do Luiz o havia procurado. Na única ligação que fez pra Gabi ele insinuou que havia outro alguém por perto. Gabi chorou, mas como seu sexto sentido já havia dito, era ELA a mulher da vida dele, então, era só uma questão de tempo.

Passado o “susto” os papos voltaram, mas enquanto Gabi fazia seu papel de mulher, toda entregue e cheia de certezas se sentimentos, Luiz fazia seu papel de homem, todo pé atrás e cheio de racionalidade (a diferença entre os sexos!).

Decidida, Gabi deu uma bela trollada no Luiz exatamente no dia 01 de abril (o dia da mentira!) e durante uma ligação telefônica soltou que havia voltado para o ex e estavam de casamento marcado. Luiz teve um ataque e pra não ficar viúva antes mesmo de casar Gabi desmentiu e Luiz finalmente se entregou de corpo e alma àquela relação virtual e à distância, mas que só precisava de paciência e vontade pra fazer dar certo.


Quase um ano depois eles finalmente se encontraram no curso de formação da Petrobrás na cidade maravilhosa. E como não poderia deixar de ser, o encontro foi igualmente maravilhoso e Luiz rapidinho tratou de pedir a mão da Gabi em casamento ao pai dela. Hoje eles estão noivos e Gabi sempre diz: “eu avisei que era a mulher da sua vida desde o começo”. Luiz concorda cheio de amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário