terça-feira, 20 de maio de 2014

MUSA: Chris Ferro, essa mulher é coisa de cinema

Morando em Miami há sete anos, Christina Ferro, essa morena de corpo escultural, ganhou papel de destaque em filme brasileiro, “No meio da rua”, concorrendo com atrizes já conhecidas no mercado. Após a estreia do filme, andou meio afastada das telas, após receber a notícia da gravidez de seu filho Jean Paul, mas a saudade de suas raízes e principalmente a de atuar, falou mais alto e ela está de volta ao Brasil para recomeçar sua história nas artes.

Chris a clássica pergunta como você começou a atuar? Na extinta TV Manchete nas mãos do nosso querido e grande Walter Avancini, na novela Mandacaru. Jamais vou me esquecer meu primeiro dia de gravação, primeira cena com Marilia Pera e nós (as meninas raptadas) sem experiência, minha perna tremia eu tinha que começar o texto alias textinho falando com Marilia. Claro que comecei a falar antes do gravando, mas a Marilia muito gentil, com aquela voz mansa educadíssima disse: “minha filha você tem que esperar o aviso do Diretor, quando ele disser gravando você diz o seu texto”. Eu já sabia... mas o nervosismo era tanto paguei esse mico enorme (risos)!


Mesmo morando em Miami e concorrendo com várias atrizes brasileiras, você ganhou um importante papel no filme "No meio da Rua”, como foi que aconteceu isso? Bom foi no começo eu estava no Brasil e soube da produção do filme, então mandei um material para o diretor do filme que disse que eu poderia me encaixar na personagem Perola, mas ele já tinha uma atriz bem conhecida em mente aqui no Brasil e estava aguardado a resposta dela. Acabou que a atriz tinha um projeto pra mesma época. Então ele abriu os testes para o personagem e a produção me ligou para fazer o teste, mas eu já tinha voltado para Miami, fiquei louca para pegar o avião e tentar. Cheguei no último dia de testes e soube que até então ele não tinha gostado de ninguém, então fiz o teste e passei.

O que ajudou no teste? Acho que o diretor do filme tinha um tipo físico em mente, isto é um fator bem relevante, ele queria uma morena com cabelo pintado de loiro, a personagem em questão era uma mulher de um traficante, dono da boca e chefe da comunidade do Vidigal. Mas o meu desempenho no teste foi ótimo, fiquei tranquila e ao mesmo tempo com muita garra.



Foi sua estreia no cinema? Sim a primeira vez fazendo cinema! Um "tensão" amei!!!! Cinema e bom demais! Foi uma experiência de vida única pois todas as minhas cenas foram feitas no morro do Vidigal e noturnas então passei mais de um mês indo filmar as 8h e voltando quase de manhã para casa portanto quase que vivendo a rotina daquelas pessoas, vendo tudo de tão pertinho, subia o morro para filmar e as pessoas chamavam “oi Perola!” Só posso dizer que há pessoas muito legais e trabalhadoras chegando de madrugada do trabalho, muita ralação mesmo.



Qual o trabalho mais popular que você fez na TV? Meu último trabalho no Brasil foi o Humorístico Zorra Total, fiquei lá por mais ou menos uns dois anos, quando surgiu uma oportunidade de me mudar para os EUA, para estudar Inglês. Lá comecei a fazer cursos de interpretação, mas o sotaque me desanimou um pouco, acabei fazendo um curso de Design Interior, algo que sempre me identifiquei, em seguida engravidei e me afastei totalmente da carreira artística, mas hoje meu filho já está com 2 anos e tenho planos de voltar a morar no Brasil e retomar minha carreira. Adoro ser mãe, me dedicar ao meu filho mas morro de saudades de trabalhar como atriz, que é o que realmente gosto. Atuar é um exercício de amor, independentemente de ser uma profissão.

CREDITOS
FOTOS - KADU NIEMEYER
DIREÇÃO CRIATIVA - MÁRCIA DORNELLES - www.mdproducoes.com
BEAUTY - BRAULIUN AGUIAR
CHRISTINA VESTE - MORENA ROSA E MOIKANA
JOIAS - KRISTHEL BYANCO

Nenhum comentário:

Postar um comentário