quinta-feira, 6 de março de 2014

TECNOLOGIA: O skate voador e as especulações sobre a possibilidade do Hoverboard

Entre tantas tecnologias futurísticas apresentadas na trilogia “De Volta para o Futuro” (lançadas em 1985, 1989 e 1990) estrelado por Michael J. Fox e Christopher Lloyd, algumas já são parte de nossa realidade (ver Box no final dessa matéria) e outra está dando o que falar esta semana. Um clássico dos anos 80 De Volta para o Futuro conta a história de uma adolescente e seu amigo cientista que desenvolve a máquina do tempo. Marty McFly, vivido por Michael J. Fox viaja no tempo, indo para o passado e futuro, alterando o presente e vivendo aventuras de tirar o fôlego. No filme, quando Marty viaja ao futuro datado em 2015 (olha aí, está está perto!) ele precisa fugir do grupo de amigos do seu rival e rouba um “hoverboard” de uma criança iniciando uma perseguição aérea. Veja aqui

O Hoverboard nada mais é que um skate voador que vem sendo anunciado como uma realidade para este ano desenvolvido pela empresa Huvr Corp. A empresa lançou vídeo promocional com gente de peso como o campeão de skate Tony Hawke, o próprio Christopher Loyd e o cantor Moby o que gerou muita crença em relação à veracidade do produto, já que essas estrelas depõem sobre o uso do produto e contam sobre a fantástica experiência. Fazem parte ainda do vídeo o jogador de futebol americano Terrel Owens e a atriz Agnes Bruckner e de acordo com a Huvr, o skate funciona junto com um aplicativo que acionado no smartphone possibilita a flutuação da prancha.



O vídeo se tornou um viral e acabou gerando grandes especulações. Segundo o site da empresa, o skate voador teria sido criado por um grupo de estudantes do MIT (do Instituto de Tecnologia de Massachussets) ainda em 2010 e será lançado em dezembro deste ano. No site a empresa conta todo o histórico da pesquisa dos estudantes, mas faz mistério sobre a tecnologia de fato desenvolvida e usada para fazer o skate planar. Algumas hipóteses sobre o vídeo começaram a surgir. Uma delas aponta para o lançamento do tênis da Nike que se amarra sozinho (como acontece no mesmo filme) e outra diz ser um teaser para o lançamento de um quarto filme da série.
O site norte-americano Mashable diz ser o vídeo uma ação da Funny or Die, um site de comédia do ator Will Ferrel que deu origem ao um programa da HBO e que tem como marca humor e a aparição de personalidades. Outros sites especializados em tecnologia como o “TechCrunch" e o "Engadget" dizem se tratar de uma campanha para mais um jogo da franquia do skatista Tony Hawk.

A verdade mesmo, ninguém até agora sabe. Mas antes do vídeo estourar na internet o site do History Chanel publicou em janeiro deste ano que os skates voadores estariam chegando. Segundo eles o princípio físico para possibilitar os skates voadores não era nenhuma novidade já que tem a ver com levitação área com ondas acústicas que atuam contra a força gravitacional. 
A novidade na pesquisa do grupo de japoneses é o fato dos objetos levitarem três dimensões ao invés de um único plano. A pesquisa foi publicada pela Universidade de Cornell e faz parte de uma série de estudos e experiências relacionadas ao eixo acústico do feixe de ultrassom ficar paralelo à força da gravidade. Ainda segundo o site do History Chanel os objetos flutuantes podiam ser manipulados em apenas uma direção ao longo de eixos fixos graças ao controle de fases ou frequência de transdutores. 
Tal pesquisa e descobertas não são mencionadas no site da empresa Hurv que anuncia a produção dos Hoverboards, o que talvez seja mais um indício de que não passa de uma ação promocional para algo ainda a ser revelado. Agora o que ninguém pode negar é que o tal skate voador é mesmo um desejo antigo, de uns 20 e poucos anos pelo menos, desde que o filme foi lançado. Tanto que em 2012 a Mattel, famosa fabricante de brinquedos apresentou sua versão na Comic-Con em San Diego. A proposta da Mattel usava sensor de movimento que ativava sons criando a ilusão do voo. A prancha quando colocada no chão indicava som de turbinas sendo ligadas e ao dar impulso o som era de como se o usuário estivesse voando de fato. 

Segundo os sites Business Insider e Manual do Homem Moderno 15 coisas apresentadas no filme que pareciam absurdos na época já são realidades nos dias de hoje, e de certa forma até banais. Eu não sei vocês, mas nós vamos ficar esperando pelo Hoverboard cheios de esperança.


Nenhum comentário:

Postar um comentário