segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

ESPORTE: Slackline, o esporte que vai fazer você andar na linha

O slackline é um esporte que se resume ao equilíbrio, tanto físico quanto mental, já que na verdade você terá que andar literalmente na linha. O esporte consiste em andar, ou até pular, girar, pelo maior tempo possível, sem cair, sobre uma fita de naylon presa pelas extremidades (ancoras) em bases fixas, como árvores ou postes. Muitos confundem o slackline com andar na corda bamba, porém nesta a linha não é mantida rigidamente tensa. 

A tensão da linha no slackline pode ser ajustada para atender aos objetivos do atleta, permitindo truques impressionantes e acrobacias. O que você ganha com isso? Uma mistura de benefícios mental, corporal e físico em ambientes ao ar livre. A ideia é superar seus próprios limites em uma fita esticada entre dois pontos de ancoragem e trabalhar a coordenação motora movendo-se com equilíbrio entre o corpo e a mente. 

QUAIS MÚSCULOS VOCÊ IRÁ TRABALHAR?

A educadora física Mila Toledo, diretora da Mila Toledo Fitness, em São Paulo, afirma que o esporte trabalha o corpo todo. Além disso, desenvolve a concentração e ajuda a melhorar a postura. "Os músculos do abdômen e das coxas são os mais exigidos, além dos braços, que participam auxiliando na estabilização sobre a corda", disse em recente entrevista a revista Women’s Health.

O recifense Guilherme Linhares, praticante de slackline e conhecedor do assunto, nos contou que para manter o equilíbrio depende apenas de muito empenho e treino, mas as dicas básicas são simples; sempre direcione seu olhar em um ponto fixo, sem desviar para não perder sua estabilidade, normalmente os praticantes do esporte olham sempre para o final da fita. Antes de tentar se mover sobre a linha procure primeiro ficar parado retirando apenas uma perna da fita, assim se equilibre com apenas uma das pernas e mantenha sempre os braços levantados com as mãos na altura da sua cabeça. Também se lembre de sempre flexionar seu joelho, e pronto, você já poderá começar a dar seus primeiros passos sobre a fita. Normalmente quando se treina em lugares que há muito vento, a corda tende a balançar demasiadamente, principalmente quando você estiver na metade da fita, assim coloque força na frente do seu pé impulsionando a fita para que ela possa ficar menos solta e assim balançar menos.


Sua origem vem da escalada, popularizou-se como treino de equilíbrio e iniciou-se em meados dos anos 80 nos campos de escalada do Vale de Yosemite, Califórnia. Onde escaladores passavam semanas acampando em busca de novas formas de escalada e nos tempos vagos esticavam as suas fitas de escalada, através de equipamentos, para se equilibrar e caminhar. O Slackline lembra muito o cabo de aço usado por artistas de circo, a diferença é em relação à sua flexibilidade que permite criar saltos e manobras. Também conhecido como corda bamba, o slackline significa "linha folgada".

EQUIPAMENTO: O que você irá precisar?

Guilherme nos falou que para começar a praticar você só precisará apenas de uma fita (existem vários modelos e tipos) e também de dois locais fixos para amarrá-la em uma distancia que fica a seu critério, porém no começo o ideal seria uma distancia curta. As fitas são feitas de nylon e são muito elásticas o que da um grande impulso e facilita nas manobras. Para os iniciantes existem as fitas que são mais grossas e acabam impulsionando menos e facilitando o aprendizado. Lembrando que a pessoa poderá começar com a melhor corda do mercado, a The Surfer, como também nada lhe impede de ir a algum armazém e comprar uma corda do modelo que é usada para amarrar carga de caminhão. Resumindo, o aconselhável é comprar uma fita específica para o esporte e começar sempre em uma distancia curta de 8 ou 9 metros.




Gustavo acredita que além do vento, a maior dificuldade é o medo de tentar, mas é algo que logo é superado. A corda pode ser amarrada basicamente em todos os locais aonde há dois pontos fixos ao solo, não sendo aconselhável amarrar em pilastras ou algo que tenha quinas cortantes, pois os movimentos da fita irão acabar desgastando seu equipamento. Os melhores lugares para amarrar são em arvores, mas sempre tenha a preocupação de verificar se elas irão aguentar tal pressão. 

No começo será bem difícil você conseguir andar sobre a fita, o aconselhado é colocar a corda em uma altura um pouco abaixo do seu joelho. Por conta das quedas inevitáveis, principalmente quando se está treinando manobras, é aconselhável treinar sob a areia ou colchões para amortecer o corpo.

MODALIDADES E ACROBACIAS

As principais modalidades são Longline, Highline, Waterline, Trickline e Yogaline.

Longline, as fitas são armadas com mais de 20 metros de comprimento, tornando o grau de dificuldade maior pois requer mais condicionamento físico e muito equilíbrio.

Highline é quando a fita é armada em uma altura superior a 5 metros, muitos utilizam em alturas extremas, como de uma montanha para outra, exigindo que a pessoa tenha uma noção de alpinismo, bem como kits de proteção.

Waterline é uma das melhores modalidades em minha opinião, ela é feita sobre a água, na piscina, mar, rio ou lagoa.  Além de ser super refrescante você não precisa temer as quedas se tornando uma ótima modalidade para se treinar novos movimentos.

Yogaline, é uma modalidade que requer muita concentração, nada mais é do que passar os movimentos da Yoga para o Slack, coisa que não é nada fácil.

Trickline a fita chega por volta dos 60 metros, possibilitando muitas acrobacias, como; butt bounce (o praticante cai sentado na fita sem os pés no chão) e chest bounce (onde a pessoa cai de peito na fita sem tocar no solo).

No Brasil o esporte já é muito divulgado, principalmente no Rio de Janeiro, aonde há vários campeonatos, talvez ainda falte uma visão da iniciativa publica e privada para patrocinar e incentivar o esporte. Afinal é um esporte que beneficia corpo e mente, além de ser indicado para homens, mulheres e crianças de todas as idades.

Sites indicados:
www.slacklinestamm.com.br/
www.slackrio.com.br
www.slackline.com
http://slacklinebrasil.blogspot.com/
www.gibbonslacklines.com.br


Contato Guilhermel: guilhermelinhares@live.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário