segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

BAR: O espírito cubano em coquetéis clássicos: Mojito

Outro clássico Cubano onde o frescor da hierbabuena (semelhante à hortelã brasileira) e o sabor do rum fazem um casamento perfeito é o Mojito. Especialistas contam que no final do século XVI nasciam as primeiras misturas entre rudes aguardentes, açúcar e folhas de hierbabuena, receita do aventureiro e navegante inglês Francis Drake que generosamente cedeu sua receita e ensinou aos cubanos a preparar seu famoso drink.

A receita original era uma rude aguardente artesanal, folhas de hortelã, limão e açúcar, mas só foi no século XIX , quando a “espirituosa” foi substituída por rum o drink ganhou classe, refrescância, sabor e aroma. O toque da água gasosa para completar o drink veio depois e foi batizado de Mojito, que vem do africano “mojo” que significa feitiço. E foi assim que nasceu esta lenda da coquetelaria, que igual ao daiquiri, gerou uma febre na Havana Boêmia dos anos 50.



Rodrigo Sepúlveda, especialista em bebidas e mixologia, gerente operacional, sommelier e consultor de bares do grupo Empório Central by Douglas Van Der Ley no Shopping Recife, consultor da www.rsprofissionalbar.com.br e apresentador do programa click drinks (www.tvguararapes.com.br).


Acompanhe a MENSCH no Twitter: @RevMensch, curta nossa página no Face: RevMensch e baixe no iPad, é grátis: http://goo.gl/Ta1Qb

Nenhum comentário:

Postar um comentário