quinta-feira, 25 de julho de 2013

OBJETO DE DESEJO: Deep Sea Chronograph Cermet, o relógio solidário com Fernando de Noronha

A fama dos relógios suíços corre o mundo e só faz atiçar os admiradores desses objetos de desejo. Em geral as marcas suíças têm tradição e precisão encravadas em suas peças. Um claro exemplo disso é a Jaeger-LeCoultre (pornuncia-se Jejér LeCutre) uma relojoaria que vai muito além de uma marca famosa. Sua história começou em meados do século 19, especificamente em 1833, e sua tradição não a impediu de se manter atual, tanto que este ano completa 180 anos. Todos os mínimos detalhes são fabricados pela própria Jeager, de um simples parafuso a toda engenharia que o faz funcionar com perfeição. E tudo isto resulta no status de manufatura e não apenas mais uma grife de relógios suíços de luxo.

A Jeager possui outra característica forte que é a forma que procura apoiar e patrocinar diversos eventos, criando parcerias que a colocam em outro patamar, trazendo juntamente com a marca um aspecto inovador, como símbolo de tradição e exclusividade. Um exemplo disso é a linha Deep Sea, que se trata de modelos esportivos, desenvolvidos para quem curte mergulho profissional, que já foi testada pelos melhores mergulhadores do mundo, dando a ela uma certificação quanto à qualidade das suas peças.

Esta coleção foi criada com o intuito de difundir o programa da World Heritage Marine, que procura alertar o mundo para a preservação de santuários marinhos protegidos pela UNESCO ao redor do mundo. Essa parceria criada em 2009 com o Centro de Patrimônio Mundial da UNESCO e o International Herald Tribune, procura não apenas sensibilizar a opinião de seus clientes, mas também criar ações de contribuição financeira para preservação da biodiversidade.

Dentre as ações da Jeager, são feitos leilões anuais para um modelo exclusivo da marca, onde os rendimentos são destinados ao projeto. Assim como a Jeager escolhe um desses locais para gravar a campanha de lançamento, com duração em média de aproximadamente 1min30 que serve não só para apresentar os modelos, mas principalmente divulgar a locação escolhida. No caso da coleção de relógios de mergulho, o foco está voltado para a preservação de áreas marinhas com grande biodiversidade. Um bom exemplo disso aconteceu ano passado onde os recursos do leilão do protótipo nº1 do Jaeger-LeCoultre Deep Sea Chronograph Vintage foram doados para a administração do Parque Nacional Puerto Princesa, nas Filipinas. 

Para 2013, ocasião do 180º aniversário da marca, a divulgação cai sobre os modelos Deep Sea Chronograph Cermet e Deep Sea Cronograph Vintage, os dois fabricados em Cermet, uma abreviação de Cerâmica com Metal, que resulta em um material extremamente resistente e bem mais leve, se compararmos com modelos similares. E um mostrador que chega a ser tão resistente a arranhões quanto um diamante.

O cenário escolhido desse ano pelas equipes da Jaeger-LeCoultre e da UNESCO foi o arquipélago de Fernando de Noronha. Em maio passado eles estiveram lá para produzir o material de divulgação do novo modelo Deep Sea Chronograph Cermet, e na ocasião fizeram uma doação no valor de US$ 20 mil para o Parque Nacional de Fernando de Noronha, reconhecido como Patrimônio da Humanidade desde 2001. Lá também foi gravado mais um capítulo da série de filmes intitulada “Marine World Heritage”, que você confere abaixo: 



Fonte: www.jaeger-lecoultre.com 

Acompanhe a MENSCH também pelo Twitter e Fanpage: RevMensch e baixe gratuitamente pelo iPad na App Store.

Um comentário: