terça-feira, 25 de junho de 2013

ESPORTE:Animal Urbano - Conheça o PARKOUR, um esporte onde a maior competição é contra si mesmo

Partindo de sua origem, o Parkour é uma disciplina que nasceu na França na decada de 80, e seu objetivo consiste na ultrapassagem de obstáculos utilizando habilidades naturais do próprio corpo. Segundo alguns estudiosos, a sua mais forte influência na concepção e estruturação foi o Método Natural de Georges Hébert, um francês que foi um lider no desenvolvimento da Educação Física moderna (SOARES, 2003; SERIKAMA, 2006). 

Atualmente, o Parkour tem se desenvolvido em diferentes perspectivas. Tanto sua manifestação mais tradicional quanto o desenvolvimento da sua vertente esportiva atestam um crescente interesse pela sua prática. As explicações para este fato são muitas e carecem de investigação, todavia, a essência da modalidade parece estar vinculada ao estilo de vida urbano. Este caráter pode ser verificado nas palavras do traceur Thomas Hahn: [...] O Parkour é um sismógrafo da liberdade social. Fenômeno urbano ou releitura pós-contemporânea dos códigos coreográficos seculares, que se transformou com os anos, numa nova forma de viver a cidade e o corpo.


É preciso destacar, porém, que a urbanidade presente Parkour - aquela que deve ser é celebrada pelo traceur (praticante de parkour) - não está associada ao sedentarismo e à restrição homogeneizadora dos movimentos corporais. Trata-se de vivenciar a experiência de ser urbano, mas de viver o movimento sendo, acima de tudo, humano.

EVOLUÇÃO DO PARKOUR

O parkour hoje é praticado em vários países do mundo, principalmente na Europa. No Brasil o parkour ganhou força em 2004, e o numero de praticantes nacionais só vem crescendo a cada dia. Em Pernambuco, temos em média 300 praticantes da arte. Diferente de dois anos atrás, onde só tínhamos 150. Os treinos acontecem geralmente a céu aberto, onde o objetivo é explorar a arquitetura urbana da cidade. Existem também os treinos Indoor, onde o parkour é adaptado para as academias. O treino de parkour em academia é algo bem inovador e muito procurado por aquelas pessoas que querem melhorar sua estética com algo diferente. Não existem campeonatos de parkour, pois a sua filosofia prega a não competitividade entre os praticantes. A competição é contra si mesmo. Mas existem campeonatos de Freerunning. No Brasil, hoje é divulgado como uma vertente artística do Parkour. Enquanto o Parkour foca na utilidade e eficiência, Freerunning foca na estética dos movimentos com o intuito de ser mais atrativo ao público.




Tendo em vista as recentes transformações no estilo de vida do brasileiro – transformações tão graves que têm sido encaradas como problemas de saúde pública – percebemos que é necessário divulgar e oferecer conhecimentos teóricos e práticos sobre uma prática de exercitação corporal diferente daquelas que têm sido desenvolvidas no espaço restrito do grupo fisicamente ativo da nossa população. Infelizmente, o Parkour ainda é visto por algumas pessoas, como um “esporte” onde jovens ávidos têm como o principal objetivo, atingir o seu ponto máximo de superação. Outras pessoas afirmam que o Parkour é um esporte radical, e acham quase impossíveis tais “manobras”. Podemos afirmar que esses dois exemplos citados não são Parkour. O Parkour busca o entendimento do movimento corporal e usa o espaço físico para executar tal fenômeno. Todavia, a essência da modalidade não só está vinculada a uma “nova” pratica de exercitação corporal, e tem como um dos principais objetivos “Ser forte e durar sendo forte”. 


Bem como pela transmissão do que é essencial ao Parkour, podemos destacar alguns conceitos que são primordiais para uma boa funcionalidade do corpo. 
São eles: Velocidade, economia de energia, integridade física, estabilidade, amenização do impacto e recuperação rápida.


QUEM PODE PRATICAR?

Qualquer pessoa pode praticar o parkour, pois o mesmo não se baseia em movimentos de alto risco. Pelo contrário, o Parkour é uma prática que respeita a individualidade biológica do praticante, podendo, promover o desenvolvimento de aspectos psicológicos como autoconfiança, determinação, força de vontade, motivação entre outras melhoras no seu dia-dia, além de um conhecimento profundo da corporeidade. É aconselhável começar sua prática a partir dos 14 anos. Mas é possível adaptar um treino para crianças a partir dos 07 anos. Não existem restrições e nem idade máxima para praticar o parkour. 

COMO COMEÇAR A PRÁTICA?

Para começar basta identificar um instrutor na sua cidade e marcar um treino. É necessário um bom professor que possa lhe ensinar o Parkour com segurança, de forma graduada, racionalizada e sem esquecer sua filosofia primordial. Isso só pode ser viabilizado pelo estudo dos movimentos específicos, determinação de seus fundamentos históricos, filosóficos, biomecânicos, fisiológicos e metodológicos, bem como pela transmissão do que é essencial ao Parkour. Em todos os estados do Brasil você encontrará praticantes de parkour. Vários grupos ministram aulas em grande parte do país, em Recife, temos alguns grupos que podem ser procurados para tal. Ativamente hoje são, a APPKF (Associação Pernambucana de Parkour e Freerunning), o CEPEL no Geraldão, Calangos Urbanos, Percurso Urbano e Dragões Voadores. Mas em destaque está o PRATIQUE PARKOUR.




CURIOSIDADES
Devido a sua graciosidade e ação nos movimentos o parkour ganhou lugar nas telinhas e foi utilizado em vários veículos midiáticos. Detalhe a musa do pop Madonna é apaixonada pelo parkour e já fez uma turnê onde levou alguns adeptos da arte com ela para exibir suas performances nos seus shows. Mas a maior novidade é que um dos galãs da saga crepúsculo Tylor Lounter, vai viver um triler de ação cujo seu personagem será um praticante de parkour. Lautner na vida real é praticante de parkour e no filme irá desempenhar um mensageiro  na cidade de Nova York, que é descrita como "a coisa mais quente em duas rodas."  Mas quando Taylor bate sua moto em uma linda garota, ele é imediatamente seduzido e ela o introduz ao mundo do parkour. O filme se chama TRACERS e será lançado em 2013.


Veja algumas participações do parkour na mídia:

FILMES

- B13 13º Distrito: 
- B13-U 13º Distrito Ultimatum: Continuação do filme anterior.
- Filhos do Vento
- Ong-Bak – Guerreiro Sagrado
007 – Cassino Royale
- Hulk
- Os vigadores
- O espetacular Home Aranha
Saga Crepúsculo – Lua Nova

VÍDEO CLIPES
- Madonna – Jump: 
- Madonna – Hung Up: 
- David Guetta Vs The Egg – Love Don’t Let Me Go: 
- 3 Doors Down – It’s Not My Time: 
- Sheyavo Elay – Din Din Aviv: 

COMERCIAIS E AFINS 
Novela Cama de Gato; Novela Guerra dos sexos; Pênalti; Tênis Olimpykus Tube; Parati; Guaraná Antártica; Coca-Cola; Nike; Adidas; Sprite; 

JOGOS 
Mirror’s Edge; Prototype; Assassin’s Creed 1 e 2: Brink,  Prince of Pérsia (todos atuais).



Adilson Veron – Praticante de parkour há 07 anos, Personal Trainer e instrutor de parkour há 05 anos. Fundador do PRATIQUE PARKOUR. Diretor presidente da Associação Pernambucana de Parkour e Freerunnig e idealizador e organizador dos encontros Pernambucanos de Parkour. Adilson Veron também é acadêmico de Educação Física licenciatura/bacharelado. Contato: Adilsonveron@gmail.com



Acompanhe a MENSCH no Twitter: @RevMensch, curta nossa página no Face: RevMensch e baixe no iPad, é grátis:http://goo.gl/Ta1Qb

Nenhum comentário:

Postar um comentário