terça-feira, 20 de novembro de 2012

AVIAÇÃO: A esquadrilha da fumaça garante um espetáculo no céu e aquece o patriotismo do brasileiro‏

Nunca se viu comemoração igual dos dias do aviador e da Força Aérea Brasileira (FAB), na capital pernambucana. Em 17 de novembro deste ano, as aeronaves da EDA (Esquadrão de Demonstração Aérea), mais conhecida como Esquadrilha da fumaça, partiram da Base Aérea de Recife às 14hs e deram um show aéreo sem precedentes de magnificência e público.
 
Pela primeira vez na história da Base Aérea do Recife, o evento foi aberto e contemplado por mais de 5 mil pessoas e, com isso, o Comando de Aeronáutica provou que o militarismo está longe de ser aquela coisa sisuda, dura, seca e sem sentimentos que o estereótipo ratifica. Pelo contrário, o Comando demonstrou através deste tão espetacular evento, que pode reunir gerações inteiras, assim como agregar valores já tão esquecidos, como o patriotismo. Foi emocionante ver avós, filhos e netos reunidos em torno do espetáculo e do espírito patriota que a todos assolava tão naturalmente. Quem por lá esteve, garantiu a oportunidade de verdadeiramente vivenciar o orgulho de ser brasileiro.
 

A HISTÓRIA DA ESQUADRILHA


A esquadrilha da fumaça, que é formada por pilotos e mecânicos de manutenção de aeronaves militares, tem a finalidade de aproximar a aviação civil e militar, contribuindo para a integração entre as forças armadas no Brasil, além de demonstrar o potencial dos pilotos da Força Aérea Brasileira (FAB) para o Brasil e para o mundo.
 
No início dos anos 50, um grupo seleto de pilotos da antiga Escola de Aeronáutica, que ficava em Campos dos Afonsos – RJ, reunia-se no intervalo das aulas, para praticarem diversas manobras e acrobacias, com o intuito de incentivar os cadetes, demonstrando e transmitindo aos mesmos confiança em relação às aeronaves e aos próprios pilotos. Graças a uma visita da comitiva estrangeira à Escola em 14 de maio de 1952, pôde-se prestigiar aquela que foi a primeira demonstração oficial do grupo. Porém logo se percebeu que seria necessário incluir algo que facilitasse ao público visualizar as manobras. Foi então que em 1953, que uma aeronave NAT-6 com um tanque de óleo exclusivo para produção de fumaça entrou em campo para produzir o efeito esperado.

Atualmente com sede na Academia da Força Aérea, em São Paulo, o Esquadrão de Demonstração Aérea tem mantido o espírito de determinação do grupo até os dias atuais mesmo com aeronaves mais modernas e acrobacias cada vez mais elaboradas.

ESPETÁCULO NO CÉU E PATRIOTISMO NA TERRA

Além da apresentação da Esquadrilha da fumaça, que mais do que justificou o dia de comemoração, o evento ainda proporcionou aos pernambucanos, várias outras atrações como lançamento de pára-quedistas, shows e sorteios de sobrevôos panorâmicos de Recife a Porto de Galinhas. Houve também a oportunidade de visitação às aeronaves civis e militares.

Um dia memorável, que de certo estará eternizado nas lembranças dos que lá estiveram. E que venham outras oportunidades como esta, pois o povo Nordestino e Brasileiro carece de periódicas injeções de ânimo e patriotismo.
 
 
Acompanhe a MENSCH curtindo nossa página no Face: RevMensch e também pelo Twitter: @RevMensch e baixe gratuitamente pelo iPad na App Store

18 comentários:

  1. Belissimas fotos! Parabéns a Revista e ao fotógrafo CJ.

    ResponderExcluir
  2. Excelente artigo que resumiu em fotos e texto o espírito do evento: A FAMÍLIA BRASILEIRA E A RECUPERAÇÃO DO PATRIOTISMO!

    Parabéns à MENSCH pela cobertura!

    ResponderExcluir
  3. Meu branco arrebentando agora em revista heheh \o/ Parabéns man e que Deus te abençoe mais e mais com oportunidades como esta. E que esta conceituada revista possa continuar dando oportunidades como estas a todos que amam a fotografia.

    ResponderExcluir
  4. O título escolhido para esta matéria, foge bastante do comum dos títulos das demais coberturas realizadas, mostra o resgate da família e do significado de patriotismo tão esquecido frente os escândalos. Parabéns a MENSCH pela acertada aposta em matérias diferenciadas assim como em imagem que falam por si.

    ResponderExcluir
  5. Estava em casa tentando assistir um filme e achei isso um verdadeiro saco, o barulho só me atrapalhou.Menor questão de colocar a cabeça pra fora da janela para ver esse carnaval.

    ResponderExcluir
  6. Matéria linda, fotos perfeitas! Estou com o Carlos Machado.

    ResponderExcluir
  7. Realmente, estive nessa esplendorosa apresentação e foi sem dúvida uma das mais espetaculares apresentações da esquadrilha, parabéns a revista por descrever realmente o que aconteceu naquele sábado inesquecível de Novembro.

    ResponderExcluir
  8. Parabéns CJ, mais um degrau conquistado!
    Abs
    Nascimento

    ResponderExcluir
  9. Muito obrigado de coração pessoal!

    Muito obrigado especialmente ao André e à revista MENSCH por ter acreditado no meu trabalho.

    ResponderExcluir
  10. Adoro aviação, e é a primeira vez que assisto um show dos fumaceiros, maravilhoso, só achei que devia ter a apresentação de um dos caças que estavam em exposição, tais como o F5, o AMX, mas foi muito bom.

    ResponderExcluir
  11. Parabéns, CJ pela grande sensibilidade não somente das belíssimas fotos tiradas, como também pelo texto tão rico e expressivo!!! Parabéns, meu irmão, mérito merecido pelo seu empenho em tudo o que faz com tamanha perfeição!!! Um forte abraço de tua irmã que te ama muito e torçe sempre pelo teu sucesso!!! Márcia Nascimento.

    ResponderExcluir
  12. Valeu negao.... parabens!!

    Robson

    ResponderExcluir
  13. Parabéns CJ! Orgulho imenso deste talento! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  14. Denise Boff professora.

    Muito obrigado pelo carinho e por acreditar no meu trabalho!

    Abração!

    ResponderExcluir
  15. Meu amigo, Parabéns! você esta arrebentando nas fotografias. A foto que tem dois aviões se cruzando e a bandeira do brasil no mastro esta muito bonita. Eu sei que você é um cara que aceita ideias. Que tal você transformar esta foto maior e em preto e branco e destacar a bandeira do brasil colorida.
    Dilson o mago.

    ResponderExcluir