quarta-feira, 31 de outubro de 2012

MUSA: Eduarda Nanci, modelo de beleza‏

Eduarda Nanci é um belo exemplar do que é ser jovem nos dias de hoje: Inteligente, antenada, batalhadora, sensível, elegante e claro, linda. Já admirava o trabalho de Caio Bg, um amigo querido e um ótimo profissional, da nova geração de fotógrafos. Quando vi essas fotos, fiquei realmente impressionada, pois a beleza da modelo e a suavidade de seus gestos combinaram perfeitamente com a luz e a sensibilidade do fotógrafo. O resultado esta aqui, diante de nossos olhos: Arte, em forma de delicadeza.

Duda, geralmente as pessoas sofrem uma desilusão e largam a carreira de modelo, você se desiludiu com a carreira de marketing e foi ser modelo. Como foi isso? Na verdade, foi um pouco ao contrário. Eu me dediquei a vida de modelo, viajei, tranquei a faculdade e me empenhei, mas não me sentia 100% feliz só fazendo isso. Aí continuei estudando, me formei, mas sempre fazendo trabalhos como modelo quando dava. Quando saí da faculdade e comecei de verdade a carreira de marketing eu larguei a vida de modelo por 3 anos. Por ironia do destino, acabei ativando a agência de novo. Saí do meu último emprego e marquei uma viagem. Com tempo livre acabei fazendo alguns trabalhos e deu mais certo do que esperava! Lá fui eu, modelar novamente, mas agora super realizada!
 

O que a temporada em Nova York te trouxe de bom para o campo pessoal e profissional? No pessoal foi uma realização, pois meu sonho era morar naquela cidade. Conheci muita gente legal e de países diferentes. No profissional foi tão bom quanto. Pude estudar e me aprimorar na minha área que é o marketing.

E a temporada na África do Sul, como foi essa experiência? Eu era novinha e foi a primeira vez que viajei para ficar um tempo longo fora de casa. Amei conhecer a cultura de lá e os amigos que fiz, além da cidade que é linda! (Cape Town). Mas confesso que senti mais falta de casa que qualquer outra coisa! A saudade foi tanta que voltei 7 kg mais gordinha (risos)

Linda, inteligente, independente e batalhadora. Existe algum homem à sua altura (risos)? Sim! Meu namorado.

Falando em homens. Qual a sua opinião sobre o homem do século XXI? Acho que falta um pouco de romantismo da parte deles. Não sei se somos nós querendo cada vez mais ter os mesmos direitos deles ou eles que se tornaram mais racionais, mas cada vez mais fico impressionada com as histórias das amigas solteiras. Pelo visto, homem bom tá em falta. Os homens podiam ser mais educados e gentis igual na época da vovó!

O que é um homem de estilo para você? Estilo pra mim tem a ver com atitude. Não adianta colocar um terno e não saber se comportar dentro dele. Atitude é tudo e homem estiloso fica bem até de pijama.
 


Você hoje, além de modelar, tem uma agência de marketing digital. O que acha que o mundo virtual trouxe de bom e de ruim para as relações homem e mulher? De bom, essa facilidade que as pessoas têm de arrumar parceiros online. Existem ferramentas e sites que colaboram muito para as pessoas se "acharem", para os mais tímidos então, melhor coisa. Mas acho lindas as histórias de antigamente. Como quando meus pais se conheceram, quando não havia nem celular. Era tudo mais romântico, mas eram outros tempos. Se a tecnologia hoje colabora, temos que comemorar e confesso que as redes sociais já me ajudaram muito na hora da conquista.

Ao conhecer um cliente, homem, você acha que ele se encanta primeiro com o que: sua beleza ou sua inteligência? Eu sou contra a frase "primeira impressão é a que fica", pois um rostinho bonito pode surpreender muito quando abre a boca, positivamente ou não. Acho que ajuda sim, a beleza, mas não é tudo. Mas troco muito e-mail com cliente sem nem conhecer então as palavras são a minha "primeira impressão"

Você tem uma irmã gêmea igualzinha a você... Já confundiram muitos namorados por conta disso? Sim! (risos) Essa historia marcou e eu sempre conto quando me perguntam. Minha irmã ficou com um menino num show em um sábado. No domingo ele a chamou para ir ao cinema e ela não quis ir. Eu fui ao cinema com as amigas e ele me viu lá! Até minha irmã convencê-lo de que era sua irmã gêmea e não ela, foi difícil!

O que você mais gosta em você e o que acha que a natureza poderia ter feito diferente? Eu gosto das minhas unhas! A natureza poderia ter me dado um pezinho mais bonitinho (risos).

Na hora da sedução que "armas" você usa? E quais são infalíveis com você? Eu sempre tento ser eu mesma. Interpretar alguém que você não é nunca dá certo. Eu sempre me rendi a umas boas gargalhadas e a pessoas discretas. Quanto mais "na sua" melhor. Gosto desse mistério de não saber muito bem o que o outro está pensando me dá vontade de tentar descobrir.

O que você curte, comenta e compartilha em um relacionamento? Curto muito o companheirismo. Comento quando casais são divertidos e quando são boas companhias e compartilho boas histórias de nós dois (no meu caso com meu namorado). Adoramos compartilhar nossas histórias engraçadas (risos).

 

 
Acompanhe a MENSCH no Twitter: @RevMensch, curta nossa página no Face: RevMensch e baixe no iPad, é grátis: http://goo.gl/Ta1Qb

Nenhum comentário:

Postar um comentário