terça-feira, 6 de dezembro de 2011

CARREIRA: Crie e desenvolva sua Networking e cresça profissionalmente‏

Hoje sabemos que a expansão dos contatos profissionais é favorável a todos que atuam em qualquer setor corporativo ou até mesmo para quem é candidato a uma vaga. Então, muito se fala em networking, mas afinal o que quer dizer esta expressão? A resposta é simples; trata-se de aumentar o seu círculo de influência. Portanto, é fazer parte ou conhecer um grupo de pessoas, da mesma área profissional ou não, que tenha possibilidades de exercer uma influência positiva na sua carreira. Hora, se isto não fosse tão importante, porque CEOs de grandes empresas dedicam horas da sua agenda para almoços, encontros em clubes, inaugurações, exposições, incansáveis jantares de adesão, e é claro, aparecer de forma “desproposital” em certos eventos.

Muitos defendem que o networking deve fazer parte da vida profissional, sendo uma das ferramentas mais eficazes para sua ascensão, diga-se de passagem, pode se tornar até mais que uma ferramenta, devendo ser um hábito. Afinal, como um advogado conseguiria a conta de uma grande empresa; ou como um publicitário iria captar novos clientes para sua agência, por exemplo. Bem, pelo visto, nada que trocar alguns cartões de visita e tomar duas doses de whisky na companhia de bons contatos não resolva.

Vale salientar que o networking se equilibra na linha tênue do bom senso, já que as chances de ser inconveniente são grandes. Afinal, conhecer uma pessoa, pedir seu e-mail e enviar o perfil da sua empresa ou currículo não é networking, é ser chato. Fazer um bom contato leva tempo e requer muita paciência. Também, achar que o gestor de uma empresa não quer conhecer novos talentos é um erro bem comum.
Primeiro é importante ter em mente que é preciso que haja interesses recíprocos, pois a futura troca de influencias é uma via de mão dupla, ninguém irá lhe procurar para oferecer algo sem pedir alguma coisa em troca, ou seja, o segredo é fazer os outros acharem que irão ganhar algo primeiro que você. Lembrando também que às vezes em uma reunião informal as pessoas só querem conversar sobre amenidades, principalmente depois de um dia exaustivo de trabalho, assim, aproveite o tom despretensioso para absorver informações valiosas.

Segundo André Massaro, consultor de finanças, criador do programa integrado de desenvolvimento financeiro MoneyFit e autor do livro MoneyFit, “a rigor, não existem regras para se fazer um bom networking, mas se fosse para elencar uma "regra principal" do networking vencedor, diria algo como "faça ANTES de precisar". Aproveite os momentos em que as coisas caminham bem e a maré está favorável para desenvolver relacionamentos e cultivá-los. Faça o que puder para conhecer pessoas novas e interessantes, que possam representar oportunidades futuras, mas se esforce ainda mais em cultivar o networking que já tem. Mantenha contato com essas pessoas, interesse-se por elas (no sentido de ser "interessado" e não "interesseiro") e faça um grande favor a si mesmo: Jamais coloque-se na situação constrangedora de ser a pessoa que lembra dos "amigos" apenas quando está em dificuldades”.

ALGUMAS DICAS:

1. Demonstre conteúdo: é essencial saber tudo sobre o peixe que você esta vendendo, conciliando com assuntos que interesse a outra pessoa. Atentar também para dispensar clichês já desgastados no mundo dos negócios como a pergunta: “O que você faz?”. Caso, você esteja preso em uma conversa desinteressante, questione algo de relevância e torne-se o foco.

2. Sinceridade: é significante ser sincero mesmo que isto comprometa a “venda” de sua empresa, pois neste momento você irá gerar credibilidade.
3. Foco: é claro que é importante manter o foco, porém, se concentrar em apenas uma pessoa, bloqueia novas oportunidade que poderiam ter surgido. Logo, junte-se aos desconhecidos e procure distribuir seu tempo de forma que todos do evento sejam pelo menos cumprimentados.

4. Livre-se de fofocas e não faça comentários negativos sobre ninguém, busque apenas informações relevantes.

5. Seja proativo, não espere por uma abordagem. Mostre também interesse na pessoa. De vez em quando faça contato apenas para saber como vai o outro. Como disse William James: “O mais profundo princípio da natureza humana é a ânsia (fome humana insaciável) de ser apreciado”.

6. Tenha cuidado com o excesso de bebida. Este é um dos erros mais comum em reuniões sociais, ocasionando gestos que fogem do ideal de nitidez e clareza.

É indiscutível que as redes de relacionamento na internet também são uma importante ferramenta, não é a toa que segundo dados da Nielsen Online, dois terços da população mundial online acessam os sites community member fazendo negócios e amizades a todo o momento. É claro que em áreas que exigem uma postura mais informal conseguem maior êxito na comunicação pelos sites de relacionamento, mas mesmo assim, não excluem a necessidade do contato pessoal. Então, aproveite o Facebook para organizar um happy hour, por exemplo.

“Redes de relacionamento tem se tornado uma parte fundamental da experiência on-line mundial”
afirma John Burbank, CEO da Nielsen Online

Ter consciência de quem irá fazer parte do seu networking é importante; o legal é você fazer uma lista de contatos e mantê-la sempre atualizada, buscando ter sempre a disposição as pessoas mais influentes da sua área. Assim, priorize a sua lista e faça grupos por prioridade. Outro ponto interessante é manter uma boa relação com seu principal concorrente (pessoa que ocupa o mesmo cargo que você em uma empresa do mesmo segmento), pois caso você queira se recolocar futuramente ele certamente se tornará um dos seus principais contatos.

É claro que há pessoas mais comunicativas, e já foi comprovado que estas estão sempre na posição de gestor, por características como coragem, determinação, empatia, disciplina, determinação e criatividade. Já outras, têm razões para não se aventurar no networking, como as que possuem a imagem limitada, despreparo ou medo de rejeição. Enfim, o importante é tornar esta idéia uma rotina em sua vida, pois é constante o aumento da complexidade das relações humanas, que se prende cada vez mais a globalização. Então, comece já mudar seu status de off-line para online.

Quer ler um pouco mais sobre esse assunto? Conheça alguns livros que podem lhe ajudar:

- Link: http://www.bertrand.pt/ficha/o-livro-negro-do-networking?id=202862
- Nunca almoce sozinho – Keith Ferrazzi e Tahl Raz, Actual Editora, 2006
- Como fazer amigos e influenciar pessoas – Dale Carnegie, Companhia Editora Nacional, 2009
- Networking – José Augusto Minarelli, Editora Gente, 2001

Fontes: CIO/EUA, Jeffrey Gitomer (M.Books, 2007) e José Augusto Minarelli, Editora Gente, 2001

Acompanhe a MENSCH também pelo Twitter: @RevMensch e baixe gratuitamente pelo iPad na App Store.

Nenhum comentário:

Postar um comentário