terça-feira, 30 de agosto de 2011

MUSA (Internacional): DEBORAH ANN WOLL, a doce (sexy) vampira de True Blood.

A sedução e o fascínio que as historias de vampiros exercem sobre nós já rendeu diversos filmes, peças de teatro, livros e mais recentemente séries de TV com a teen “Diários de um Vampiro” e a sexy True Blood, exibida na HBO. Em sua quarta temporada, o seriado True Blood, criado por Alan Ball, se baseia na série de livros The Southern Vamoire Mysteries da escritora americana Charlaine Harris. Mas o que True Blood traz de especial além da sedução vampiresca, são as tórridas cenas de sexo quase que explícitas protagonizadas por belas atrizes. Encabeçado por Anna Paquin, que faz a protagonista Sookie Stackhouse, o elenco feminino é bem variado e encantador. Porém a grande revelação da série é sem dúvida a bela ruiva Deborah Ann Woll. Com seu ar ao mesmo tempo colegial e matador da personagem Jessica Hamby, Deborah tem sido adorada por uma legião de fãs que dariam seu sangue por um encontro com essa doce vampira.

Nascida e criada no bairro do Brooklyn, em Nova York, Deborah, que é descendente de irlandeses e alemães começou a atuar em produções teatrais desde muito pequena, e acabou migrando para a televisão de 2007, quando ela começou a participar de programas como ER e CSI. Deborah estudou artes no USC School of Theatre da University of Southern California, onde estudou atuação, o que fez mudar-se de vez para Los Angeles. Porém, quando sua personagem Jessica foi transformada em vampira pelo personagem Bill Compton no seriado True Blood, que sua carreira decolou de vez. Desde então Deborah já apareceu em outros seriados como The Mentalist e Law & Order: Special Victims Unit, e se tornou conhecida em todo o mundo.
“Eu sempre soube que queria atuar, mesmo quando era uma garotinha. Temos fitas de vídeo comigo em trajes engraçados e sapatos de sapateado em couro, onde estou dançando para minha mãe. Eu sabia que eu gostava de contar histórias, que eu gostava de fingir que eu era outra coisa ou alguém e isso apenas fluiu muito naturalmente para a carreira de ator", diz ela. Aos 14 anos o cabelo ruivo era algo que lhe desagradava, pois destoava da maioria, porém foi percebendo que aquilo poderia se tornar um diferencial a seu favor numa Hollywood repleta de loiras.
Em contraste com a maioria dos vampiros, Jessica e dotada de sentimentos de empatia e remorso. "Ela esta mais perto de sua humanidade do que um monte de outros vampiros. Eu acho que ela é um daqueles em que a culpa humana ainda vive dentro dela, e dessa forma, ela não foi completamente convertida vertida para a natureza de vampiro", diz ela. Na história sua personagem, envolvida num triângulo amoroso com Hoyt (Jim Barrack) e Jason (Ryan Kwanten) vive momentos pra lá de calientes e de nudez em cena.

"Não tenho nenhum problema com essas cenas. Adoro ver as pessoas nuas, mas a coisa mais interessante para mim sobre nudez em agir contra a pornografia, tudo deve está dentro do contexto. É importante que haja nudez por uma razão. Mesmo que seja apenas para que as duas pessoas envolvidas se sintam confortáveis uma com a outra sem que o nu seja algo vulnerável um com o outro. Eu sou muito cautelosa ao fazer nudez em filmes, porque ninguém pode deixar isso fora de contexto e usá-lo em uma maneira que eu nunca desejei."
Para quem espera ver Deborah encantando fora da telinha, em bre ela estará em vários filmes na telona, que incluem papéis em Catch 44, estrelado por Bruce Willis, seguido por Litte Murder com Josh Lucas e Highland Park, todos os lançamentos previstos para este ano ainda. Além de uma participação especial no filme He Loves Me, atuando ao lado de Antonio Banderas. "É uma incrível história de amor realmente incomum, e eu realmente acho que vai ter um grande impacto." Enquanto isso, ficamos admirando sua beleza nas cenas ousadas de True Blood como a vampira Jessica que são tão excitante para nós quanto para ela.
Fonte:Entertainment Weekly Magazine
Esquire UK
Siga a MENSCH no Twitter: @RevMensch e baixe no iPad, é grátis: http://goo.gl/Ta1Qb

Nenhum comentário:

Postar um comentário